Proventos

CSN altera data dos dividendos e ação ficará “ex” amanhã; yield chega em 7%

Empresa aproveitou para corrigir valor pago por ação e confirmou data de pagamento

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Na última sexta-feira (17), a CSN (CSNA3) surpreendeu o mercado ao anunciar um dividendo extraordinário no montante de R$ 890 milhões, equivalente a R$ 0,6415 por ação. Neste mesmo comunicado (confira aqui), a empresa declarou que as ações seriam negociadas “ex-dividendos” a partir da última terça-feira (21), mas, para quem estava esperando por um ajuste nos preços, a siderúrgica surpreendeu mais uma vez.

No meio do pregão do dia que as ações supostamente seriam negociadas “ex”, mais precisamente às 12h18 (horário de Brasília), a siderúrgica protocolou um Aviso aos Acionistas (confira aqui) na CVM (Comissão de Valores Mobiliários) com a alteração da “data ex” dos dividendos para a próxima quinta-feira (23), confirmado pelo comunicado enviado pela B3 nesta quarta-feira (22), como também atualizou o valor por ação que será pago para os detentores do direito, ou seja, que possuírem os papéis em custódia nesta sessão.

Quer aproveitar os dividendos e ainda pagar a menor corretagem do Brasil? Clique aqui e abra sua conta na Clear

PUBLICIDADE

Apesar do montante ter ficado inalterado em R$ 890 milhões, o valor por ação foi elevado de R$ 0,6415 para R$ 0,6448, o que equivale a um dividend yield (dividendo pago por ação dividido pela cotação do papel) de 7,1% considerando o último fechamento dos papéis. Além disso, a empresa confirmou que o provento será pago a partir de 30 de agosto deste ano.

“Data ex” e “data com”
O termo “data ex” refere-se ao dia em que ocorrerão os ajustes nas ações na bolsa e a primeira sessão em que elas não garantirão mais ao investidor a remuneração pelo provento anunciado. Quem terminar o pregão anterior (“data com”) com os papéis em carteira terá direito ao provento, normalmente pago alguns dias ou meses após o ajuste.

Sempre que um dividendo ou juro sobre capital próprio é pago, a ação sofre um “ajuste” para baixo na data ex, que corresponde a essa “transferência de capital”, que passa do patrimônio da empresa para o bolso do acionista. Por isso, o ajuste de proventos não significa que o investidor “ganhou” ou “perdeu” dinheiro com a ação, apenas que esse capital passou de um lado para o outro.