Empreendedorismo

Como impulsionar as vendas do seu negócio mesmo em tempos de pandemia

Consultores dão dicas de como negócios podem estreitar o relacionamento com clientes em tempos de isolamento social

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Realizar cortes ou investir em um sistema de entregas? Migrar para o e-commerce ou apenas esperar a poeira abaixar? A pandemia da Covid-19 mudou a forma de consumo dos brasileiros e tem deixado muitos empreendedores e gestores em dúvida sobre o que fazer daqui para a frente.

Segundo a última rodada da Sondagem XP Empresas, realizada para acompanhar as consequências do coronavírus na economia, 38% das empresas afirmaram ter notado uma redução ou adiamento da demanda por seus serviços ou produtos, enquanto 29% tiveram a interrupção obrigatória do fornecimento de seus produtos ou serviços.

Para Carol Manciola, CEO da Posiciona Educação e Desenvolvimento e autora dos livros #BoraBaterMeta e Os Cês da Vida, o varejo, assim como empresas de outros setores, está sendo obrigado a rever determinados padrões de funcionamento e adequar seus processos ao cenário de distanciamento social.

Carol é uma das professoras do novo treinamento exclusivo da XP Educação para gestores e empreendedores que estão atravessando a pandemia. Nele, alguns dos principais consultores do país revelam um plano de medidas práticas para impulsionar as vendas do seu negócio nesta crise. Clique aqui para se inscrever.

“O processo de venda sempre foi muito atrelado ao contato humano. A internet cresceu muito, mas inúmeras empresas ainda continuam com processos totalmente voltados para o presencial, e isso vai precisar mudar de agora em diante”, afirmou.

Segundo ela, esse processo de mudança precisa ser voltado tanto para o momento presente quanto para o futuro, visando a tempestividade das mudanças de consumo que estão acontecendo.

“Esse é o momento para se fazer tudo o que não se fez antes desse processo acontecer. Então, revisar o planejamento para poder enxergar mais no longo prazo, dar início ao processo de transformação digital e olhar para o futuro, pensando em como transformar o ponto de venda em ponto de experiência”, explica.

Mas não é só o varejo que precisa olhar para o cenário atual e se adaptar a ele. Empresas que fornecem produtos ou serviços para outras empresas (B2B) também estão sentindo o impacto da crise e precisam realizar ajustes para garantir a saúde de seus negócios.

Segundo Diogo Garcia, especialista na área de vendas B2B, marketing e serviços de negociação, o primeiro passo nesse processo de adaptação é rever o planejamento de vendas, revisando seu público-alvo e as projeções de venda de cada negócio.

“O ideal é fazer esse planejamento da forma mais conservadora possível, mantendo a consciência na realidade que estamos vivendo hoje. Então, é olhar para as empresas que costumam comprar de você e trabalhar com estimativas reais sobre o quanto elas irão comprar de você nos próximos meses”, explica Garcia.

Carol Manciola e Diogo Garcia foram os convidados do terceiro e último episódio da série de workshops “Gestão e Adaptação: Preparando seu Negócio para a Tempestade”. Assim como Carol, Diogo é professor do novo treinamento da XP Educação para gestores e empreendedores. Clique aqui para garantir sua vaga.

Durante a transmissão, o consultor ressaltou a importância de demonstrar compreensão pela atual situação de cada cliente.

“Venda é relacionamento e confiança. Confiança não se constrói da noite para o dia. Olhe para sua carteira de clientes e os veja cada um com muita empatia. Esses clientes precisam ser escutados para que você entenda o momento que cada um está vivendo e possa, eventualmente, trazer algum tipo de solução”, afirma.

Garcia também alertou sobre os cuidados que precisam ser tomados ao abordar esses clientes, de modo que essa aproximação não soe como oportunista.

“Esse é um momento muito sensível. Os consumidores estão mais cautelosos, as empresas estão sofrendo e há uma sensação de insegurança muito generalizada. É preciso, portanto, haver um cuidado a mais na hora de abordar esse cliente. Você precisa mostrar que está ali para um ajudar o outro, e não para se aproveitar das fragilidades dele”, explica.

Novo cenário, novas regras

Apesar da crise já ter afetado inúmeros negócios, existem empresas que conseguiram se adaptar ao novo cenário e aumentaram seu faturamento. Segundo um levantamento feito pelo Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), 400 mil pequenas empresas registraram um crescimento médio de 47% de sua receita.

O que diferencia esses empreendedores do restante? Flexibilidade, conhecimento e resiliência.

Para ajudar empreendedores e gestores a adaptarem seus respectivos negócios a ele, a XP Educação uniu diversos especialistas de marketing, vendas e gestão em um só treinamento online.

Direcionado para quem precisa aprender muito em pouco tempo, o Sobrevivendo à turbulência: gestão de negócios em períodos de crise” traz estratégias de gestão de pessoas, fluxo de caixa, técnicas de negociação com fornecedores, além de técnicas para melhorar o relacionamento com os clientes em tempos de isolamento.

Segundo Gabriel Sarmento, coordenador de conteúdo da XP Educação e organizador do curso, a proposta é oferecer um plano prático de ações que empreendedores e gestores precisam adotar ainda hoje para virar o jogo imediatamente.

“Estamos oferecendo uma imersão intensiva e o acesso a toda a experiência de alguns dos maiores consultores do país. A realidade de consumo mudou e os negócios precisam se adaptar a esse novo cenário”, explica Sarmento.

Para saber mais sobre o treinamento “Sobrevivendo à turbulência: gestão de negócios em períodos de crise” e ter acesso a todos os conteúdos inclusos nele, clique aqui.