Podcast

Como o fundador da Neodent se tornou o único dentista bilionário do Brasil

Geninho Thomé criou a Neodent em 1993. A história da empresa é tema de um episódio do podcast Do Zero ao Topo

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O dentista paranaense Geninho Tomé só queria fabricar implantes dentários para utilizar em seus pacientes, mas acabou criando uma empresa que o colocou na lista dos bilionários brasileiros. O único dentista dentista dessa lista.

A Neodent fabrica hoje mais de 2 milhões de implantes dentários por ano e é líder do segmento no país. Thomé vendeu a companhia em duas partes para o grupo suíço Straumann por R$ 1,23 bilhão.   

Aprenda a investir na bolsa

A história da Neodent é tema do 22º episódio do podcast Do Zero ao Topo, disponível no player acima e também no SpotifySpreakeriTunesGoogle PodcastsDeezer e Castbox. É possível também fazer o download clicando aqui.

Thomé criou a Neodent em 1993 após constatar, durante um curso nos Estados Unidos, que poderia fabricar implantes de melhor qualidade e menor preço que os existentes no Brasil sem grandes dificuldades. O dentista importou equipamentos do exterior e começou a fabricá-los no próprio consultório. 

Ainda que a Neodent tenha nascido quase sem querer, seu crescimento só aconteceu depois de muito trabalho. “Nos primeiros cinco anos tudo que eu ganhava em consultório e eu aplicava em pesquisa”, afirma Thomé. 

A primeira medida que o dentista precisou tomar para fazer os negócios deslancharem foi educar o próprio mercado. Thomé começou a ministrar cursos, ensinando os colegas de profissão a fazer cirurgias de implantes dentários. Até então, os implantes eram algo de alto luxo no país.

“O segredo da Neodent é que eu sempre fui um dentista fazendo implantes para outros dentistas. É muito diferente de ter um engenheiro, que nunca fez uma cirurgia, fabricando um implante. Além disso, eu sempre estava disposto a escutar o que eles queriam e não a impor o que eu achava que daria certo”, diz Thomé. 

Mesmo após vender a companhia, Thomé ainda ocupa o cargo de presidente científico, comandando a parte de inovação da companhia. A história completa está no podcast. 

PUBLICIDADE