PODCAST

Como a Mobly chegou aos R$ 300 milhões no e-commerce vendendo o que as grandes varejistas ignoravam

Enquanto Via Varejo, Magazine Luiza e B2W travavam batalhas para dominar a venda de eletrônicos, a Mobly resolveu vender móveis.

SÃO PAULO – O e-commerce brasileiro passou por muitas disputas nos últimos anos. Mas enquanto Via Varejo, Magazine Luiza e B2W travavam batalhas para dominar os segmentos de eletrônicos, moda e informática, três engenheiros resolveram explorar um campo nada simples: o da venda de móveis.

“Sabíamos que seria muito difícil vender móveis pela internet, mas justamente porque era difícil é que havia uma grande oportunidade”, afirma Victor Noda, um dos fundadores e o CEO da Mobly. Contra todos os desafios financeiros, logísticos e de tecnologia a Mobly, fundada em 2011, cresceu e chegou ao faturamento de R$ 300 milhões em 2018. 

PUBLICIDADE

A história de da empresa é tema do 17º episódio do podcast Do Zero ao Topo. Você pode seguir e escutar o podcast pelo Spotify, Spreaker, iTunes, Google Podcasts, Deezer e Castbox ou então fazer o download clicando aqui

No ano passado a Mobly abriu seu capital na bolsa de Frankfurt e levantou 170 milhões de euros, após uma fusão com a alemã Home24. Parte desse dinheiro, R$ 6,5 milhões, foi utilizada para abrir a primeira loja física neste ano — um espaço de 4,5 mil metros quadrados na Zona Sul de São Paulo.

“Já ficou claro que o futuro do varejo não é nem vender tudo em lojas e nem vender tudo online e sim utilizar o melhor desses dois mundos para o consumidor”, afirma Mario Fernandes, cofundador da Mobly.

Confira a história completa da empresa no podcast. O Do Zero ao Topo é o podcast do InfoMoney que conta a história dos empreendedores e empresários por trás das maiores empresas do país, com novos episódios toda quarta-feira às 18h.