Levantou voo

Com separação do Smiles e dados de novembro, Gol dispara mais de 11%

Companhia anunciou a segregação das atividades do Smiles e reforçou que estuda abrir o capital de sua unidade

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Segregação das atividades do Smiles, fortes dados operacionais de novembro e venda de ações preferenciais em tesouraria. Desde o último pregão no mercado brasileiro a Gol (GOLL4) fez diversos anúncios ao mercado, e as ações disparam nesta manhã de quarta-feira (26).

Segundo cotação das 11h45 (horário de Brasília), a alta é de 14,58%, aos R$ 12,89, liderando os ganhos do Ibovespa, que sobe apenas 0,03%. Na segunda-feira os ADRs (American Depositary Receipts) da empresa já sinalizavam que o dia seria positivo: enquanto a bolsa brasileira estava fechada, os papéis negociados em Nova York dispararam 7,37%.

Na noite de sexta-feira a companhia anunciou a segregação das atividades relacionadas ao programa de relacionamento Smiles, o que já era ventilado no mercado há um tempo.

A Gol criou recentemente a Smiles S.A., e voltou a reforçar que estuda um IPO (na sigla em inglês, Oferta Pública Inicial de Ações), mas não deu nenhuma estimativa de prazo para a conclusão da análise.

“A Companhia destaca que não foi tomada até o momento qualquer decisão a respeito desse assunto e poderá realizar ou não a oferta pública inicial ou qualquer outra operação alternativa com relação à Smiles S.A”, diz, em comunicado.

Para a equipe de análise da XP Investimentos, a notícia é positiva, já que o IPO faria com que a empresa recebesse dinheiro no curto prazo e possivelmente a levaria a criar uma fonte de geração de receita no longo prazo, semelhante ao que a TAM (LATM11) tem feito com a Multiplus (MPLU3).

“Vemos esta notícia como positiva para a Gol, mas ainda estamos cautelosos sobre as perspectivas para a empresa”, pondera a XP.

Dados de novembro reforçam recuperação da Gol
Não bastasse isso, a companhia também divulgou seus números operacionais de novembro, que foram classificados como fortes pela equipe de análise do Itaú BBA. O destaque foi para a receita líquida por passageiro, que aumentou 17% na comparação ano a ano, escrevem em relatório Renata Faber e Thais Cascello.

A empresa diz que essa alta aconteceu pela racionalização da oferta no mercado doméstico, iniciada em março deste ano, para a empresa se ajustar aos novos patamares de custo na indústria nacional. Em novembro, esse processo deu prosseguimento com uma queda na oferta nas operações da Webjet.

PUBLICIDADE

Elas lembram que a magnitude desse crescimento é notável, mas também chama atenção o fato de ser o primeiro mês do ano que essa alta não ocorre somente pela queda na oferta. A oferta caiu 15,9% no sistema total, enquanto a demanda caiu 9,3%. Dessa forma, a taxa de ocupação subiu 5 pontos percentuais.

Para o Itaú BBA, os números de novembro sugerem que o cenário está melhorando e que a companhia alcançará as projeções das analistas, com um aumento de 12,3% na receita líquida por passageiro no próximo ano.

Caso não haja nenhuma surpresa negativa pelo lado dos custos, isso deve fazer com que a Gol gere margens positivas em 2013. “Vale notar que os custos trabalhistas vão cair no próximo ano devido a menos empregados e impostos menores na folha de pagamentos”, acrescentam.

O múltiplo EV/Ebtidar (valor da empresa sobre geração operacional de caixa) é estimado em 7,4 vezes, mas a equipe do Itaú BBA dizem que os investidores podem se mostrar dispostos a pagar mais caro, já que a empresa pode ter dado início a uma transformação. “E, nesse momento, os sinais de que esse ‘turnaround’ será bem sucedido são mais claros do que foram no passado.”

Venda de ações em tesouraria
A empresa ainda anunciou no mesmo dia que o Conselho de Administração aprovou alienar as ações mantidas em tesouraria. A empresa terá até o dia 13 de dezembro para vender as 3,7 milhões de ações que tem em tesouraria. A quantidade de ações em circulação é de 98,1 milhões.