O fim de uma era

Cliente BlackBerry ficará sem garantia e atendimento a partir de 2022

Após anunciar 'fim' em 2016 e passar a produção para uma empresa terceirizada, a BlackBerry deve definitivamente sair do mercado em 2020

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Após marcar uma geração com seus modelos compactos com teclado físico “QWERTY”, o BlackBerry deixará de ser vendido ainda neste ano.

Os celulares da BlackBerry Mobile, empresa canadense que já chegou a ter quase 20% de participação no mercado de celulares em 2010, vão desaparecer das lojas no segundo semestre de 2020, mais precisamente em 31 de agosto – é quando se encerra a parceria entre a BlackBerry e a TCL Communication, empresa chinesa de tecnologia, que detém os direitos da marca.

Por meio de um post oficial no Twitter, a TCL afirmou que não tem mais o direito de “projetar, fabricar ou vender” qualquer novo dispositivo Blackberry.

Aprenda a investir na bolsa

A companhia continuará oferecendo serviço de atendimento ao cliente e garantia apenas até 2022.

A BlackBerry Mobile parou de fabricar seus próprios modelos em 2016 e deu início à terceirização da produção, com a fabricação dos dispositivos ficando a cargo da TCL.

A TCL trabalhou com a companhia para produzir os smartphones da série BlackBerry KEY, que utiliza o sistema Android.

“Para aqueles de nós da TCL Communication que foram abençoados o suficiente para trabalhar na BlackBerry Mobile, queremos agradecer a todos os nossos parceiros, clientes e comunidade de fãs do BlackBerry por seu apoio nos últimos anos”, informa o comunicado da companhia publicado no Twitter.

Segundo apurou a CNN Business, a decisão ocorreu em meio à queda nas vendas de telefone – explicada, em grande parte, pela demora em modernizar e adequar os modelos da marca aos novos players do mercado como Apple, Samsung e outros dispositivos Android.

Entretanto, não ficou claro se a BlackBerry irá desistir do segmento de smartphones. Nos último anos, porém, a companhia canadense focou seus esforços para negócios envolvendo segurança cibernética e dispositivos conectados à internet das coisas (IoT, na sigla em inglês), conceito que se refere à interconexão de diversos objetos do cotidiano em uma única rede capaz de reunir e transmitir dados.

PUBLICIDADE

Quer conquistar sua independência financeira? Invista. Abra sua conta na XP – é grátis