Principais Notícias

Cemig: sem hidreléticas, Minas Gerais planeja térmicas, diz Estado

Segundo O Estado de S.Paulo, o Governo mineiro estuda alternativas para tentar manter a atração de investimentos privados

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O governo mineiro já estuda alternativas para tentar manter a atração de investimentos privados para o Estado diante da possibilidade da redução de oferta de energia por parte da Cemig (CMIG4), por conta da disputa com o governo federal, afirma publicação do O Estado de S.Paulo.

 De acordo com a publicação, a principal aposta é em termoelétricas a gás, que devem ser abastecidas com o insumo que se espera produzir com a exploração da bacia sedimentar do São Francisco, mas cuja capacidade das reservas ainda está sendo avaliada por meio de fraturamento de rochas.

Até novembro, o governo de Minas já havia assinado 158 protocolos de intenção de investimentos privados, com aportes previstos de R$ 17,4 bilhões.