Trump deu prazo até o dia 20 de setembro

ByteDance pode perder prazo para concluir venda de TikTok

A ByteDance foi informada de que qualquer proposta deve ser submetida para aprovação das autoridades chinesas

arrow_forwardMais sobre
Imagem de tela de celular com os ícones de TikTok e Instagram lado a lado
(Shutterstock)

(Bloomberg) – É cada vez mais provável que a ByteDance perca o prazo estabelecido pelo governo Trump para a venda das operações do TikTok nos Estados Unidos, já que novos regulamentos do governo chinês complicaram as negociações com potenciais compradores, como Microsoft e Oracle, segundo pessoas a par do assunto.

A ByteDance provavelmente precisa de mais tempo além do prazo de 20 de setembro para a proibição, estipulado pela ordem executiva dos EUA, para fechar um acordo com qualquer uma das partes por causa da revisão regulatória, disseram as pessoas, que não quiseram ser identificadas.

Em conversas preliminares com autoridades chinesas, a ByteDance foi informada de que qualquer proposta deve ser submetida para aprovação com informações detalhadas sobre questões técnicas e financeiras, e a revisão será significativa e demorada, disse uma das pessoas. As autoridades não se mostraram dispostas a dar estimativa específicas sobre que tipo de negócio funcionaria, disse a pessoa.

PUBLICIDADE

A Microsoft e a Oracle, que apresentaram propostas antes da entrada em vigor das regulamentações chinesas, continuam interessadas em comprar o braço norte-americano do aplicativo de vídeo e não foram dissuadidas pelo envolvimento do governo de Pequim, disseram as pessoas. Os investidores pediram à ByteDance para obter o máximo de clareza possível do governo chinês sobre os novos regulamentos, que proíbem a exportação de certas tecnologias de inteligência artificial usadas pelo TikTok, disseram.

As partes ainda correm para apresentar uma proposta preliminar à Casa Branca antes do prazo deste mês, embora nenhum acordo possa ser finalizado antes da aprovação do governo de Pequim. Também é possível que a ByteDance desista totalmente da venda se determinar que não pode satisfazer ambos os governos, os interessados na compra e seus próprios acionistas.

Um representante da empresa não fez comentários imediatos.

O governo Trump está dividido entre dar mais tempo à ByteDance ou simplesmente prosseguir com a proibição. O próprio presidente Trump classificou o aplicativo como um risco para a segurança nacional, aprovando uma ordem executiva para proibir o serviço neste mês e uma outra decisão do Comitê de Investimentos Estrangeiros nos Estados Unidos, ou CFIUS, para obrigar uma venda em meados de novembro.

Newsletter InfoMoney
Informações, análises e recomendações que valem dinheiro, todos os dias no seu email:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.