Negado

BM&FBovespa nega pedido para entrada da Mundial no Novo Mercado

Companhia disse em comunicado que motivos da bolsa são infundados

SÃO PAULO – A Mundial (MNDL3) informou que o seu pedido de entrada no Novo Mercado foi negado pela BM&FBovespa. Mesmo após a companhia enviar todos os documentos necessários no regulamento além de solicitações adicionais da bolsa brasileira, a BM&FBovespa informou que a Mundial não será aceita no Novo Mercado.

A Bovespa alegou três razões para a inviabilidade da adesão da companhia ao Novo Mercado. Em primeiro lugar foi apontado alguns fatos nas demonstrações financeiras da Mundial nos períodos de 31 de dezembro de 2011 e 30 de junho de 2012. Além disso, a Mundial atrasou a divulgação de informações periódicas em 2010. Por fim, a BM&FBovespa entendeu como prejudicial a existência de investigação administrativa e criminal para apurar irregularidades ocorridas na negociação de ações da Companhia em 2011.

Em comunicado, a Mundial afirmou que entende as razões como infundadas. Em relação ao primeiro fato, a companhia diz que as demonstrações financeiras eram de conhecimento e domínio público. Quanto ao atraso na divulgação de informações, a empresa afirma que o fato ocorreu apenas uma vez devido à troca e implementação de sistemas de informática.

Já para a investigação, a Mundial afirma que por mais de uma vez alertou a BM&FBovespa sobre movimentação atípica dos seus papéis e solicitou orientação sobre como proceder. Além disso, a companhia diz que as duas primeiras razões eram de conhecimento prévio da bolsa, comunicado em reunião no dia 29 de junho de 2011.

Ainda no comunicado, a Mundial diz lamentar o fato e que sua administração continua trabalhando para melhorar seus fundamentos e que tem certeza que pode contar com o apoio dos seus mais de 9 mil acionistas.