Conteúdo Patrocinado
Oferecido por ClearSale

Black Friday consolida atuação da ClearSale muito além do varejo online

Mercados como o financeiro, de telecomunicações e vendas diretas aproveitam a data e mostram que soluções para um onboarding digital seguro

Por  MoneyLab -

O ano de 2021 já representa um grande marco na história da ClearSale. Neste período, entre tantos acontecimentos, tivemos a abertura de capital na bolsa e a conclusão de um longo processo de rebranding da empresa. Mas, a Black Friday veio para fortalecer não apenas nossa conhecida autoridade na proteção do e-commerce, mas também consolidar nossa atuação com soluções voltadas ao onboarding digital em mercados como o financeiro, de telecomunicações e vendas diretas, no que tem sido a principal via de crescimento da ClearSale.

Conforme divulgamos aos nossos investidores no último balanço trimestral, a receita proveniente das soluções de onboarding (fraud application), no acumulado de janeiro a setembro deste ano, teve um crescimento de 63,1% na comparação com o mesmo período de 2020. Considerando que a ClearSale teve, nestes nove meses, R$ 326 milhões de receita líquida total, os números do onboarding, como já previmos lá atrás, têm sido fundamentais às nossas estratégias de crescimento.

E a Black Friday de 2021 veio, entre outros grandes desafios, para nos mostrar o quanto a data não é mais exclusividade do varejo, e o quanto é fundamental oferecer um onboarding digital seguro e sem fricção aos clientes. No mercado financeiro, por exemplo, o acumulado de Black Friday e Cyber Monday trouxe mais de 586 mil propostas (divididas entre crédito, aberturas de contas online, emissão de cartões etc), em um crescimento de 30% em relação ao mesmo período do ano passado, com queda de 25% nas tentativas de fraude.

Já no e-commerce, onde cerca de 99% dos pedidos tinham pelo menos um dado conhecido pela ClearSale, evitamos quase R$ 126 milhões em fraudes, o que representa um crescimento de 79% em relação à cifra do ano passado, considerando quinta, sexta, sábado e domingo. Quando olhamos para a quantidade, o número é ainda mais impressionante: mais de 119 mil pedidos considerados tentativas de fraude, contra 51,5 mil em 2020.

Importante ressaltar que o aumento do risco é permeado por inúmeros acontecimentos, como os diversos vazamentos de big techs, além da alta capacidade dos fraudadores de se reinventarem, entre outros. Isso, invariavelmente, amplia o risco, mas evidencia que a ClearSale mostra-se preparada para conter os avanços e novas formas de fraudes, seja no e-commerce ou em outros segmentos, como os citados anteriormente.

Diante dos fatos levantados, relato que a atuação precisa e em tempo real da ClearSale, foi capaz de garantir na Black Friday, com 100% de disponibilidade e, pela primeira vez, 100% em cloud, análises rápidas, aprovações seguras e sem fricção de praticamente todos os bons consumidores. Aliás, proteger a maioria, que é boa, sempre foi nossa missão. Nós não nascemos apenas para combater a fraude, mas também para movimentar o mercado com segurança e impulsionar empresas por meio da combinação entre human touch e inteligência de dados em diversos segmentos.

Sabemos que crescer envolve ter bons profissionais em todas as áreas, e por conta de pessoas dedicadas tivemos, mais uma vez, uma Black Friday na qual todos atuaram com espírito de dono e focados em proteger todo o ecossistema, ao mesmo tempo em que empresas podem prosperar por meio de grandes resultados.

Em um ano de grandes acontecimentos para a ClearSale, com lançamentos de produtos altamente estratégicos, a oficialização do nosso hub de open innovation, IPO, rebranding e outros momentos importantes, conseguimos manter o crescimento e escalar a empresa sem perder de vista nosso propósito e nossos valores, sempre baseados em princípios humanos.

#IntelligenceToMove

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Por Bernardo Lustosa – CEO ClearSale

Compartilhe