Ranking

BB, Cemig e Natura estão entre as 100 empresas mais sustentáveis do mundo

Ranking anual é encabeçado pela dinamarquesa Orsted em 2019; divulgação ocorre em paralelo ao Fórum Econômico Mundial

Errata: uma versão anterior desse texto listava, incorretamente, o nome da geradora privada de energia Engie como uma das participantes do ranking de 2020. Na verdade, a última aparição foi em 2019.

SÃO PAULO – O Banco do Brasil é a nona empresa mais sustentável do mundo em 2019, de acordo com a análise da revista Corporate Knights. Entre as 100 empresas melhor colocadas, das mais de 7.300 avaliadas, também estão a estatal mineira de eletricidade Cemig, em 19º e a fabricante de cosméticos Natura, em 30º.

Anual, o ranking avalia as empresas em sustentabilidade econômica, ambiental e social a partir de informações públicas. Gestão financeira, gestão de recursos, receita obtida via produtos e serviços com benefícios sociais ou ambientais e cadeia de fornecedores são alguns dos aspectos considerados.

PUBLICIDADE

A divulgação do resultado ocorre em paralelo ao Fórum Econômico Mundial, em Davos, cujo tema central em 2020 é justamente a sustentabilidade. O Banco para Compensações Internacionais (BIS, na sigla em inglês) lançou no evento um relatório alertando para eventos de “cisne verde” (referência a cisne negro) que poderiam desencadear uma crise financeira sistêmica.

Os primeiros colocados no ranking da Corporate Knights são as dinamarquesas Orsted (petrolífera estatal) e Chr. Hansen (biociência), a finlandesa Neste Oyj (petrolífera) e as americanas Cisco Systemas e Autodesk (ambas de software).