URGENTE Brasil registra dois casos positivos da variante ômicron, diz Anvisa

Brasil registra dois casos positivos da variante ômicron, diz Anvisa

Setor enfrenta problemas sérios

Azul suspende voos em 11 cidades e Latam reduz 70% da capacidade em meio ao coronavírus

Ambas as companhias estão adotando medidas para tentar atravessar essa fase turbulenta

SÃO PAULO – A Azul anunciou que suspenderá suas operações em 11 cidades onde se localizam algumas de suas bases, em função da queda na demanda gerada pela propagação do coronavírus.

A companhia informou que já está em contato com os clientes impactados pelas alterações e ressalta que “todos eles serão reacomodados em outros voos”.

Para Bariloche, Argentina, a suspensão vale entre 21 de março e 30 de junho.

Enquanto isso, as operações para mais dez cidades no Brasil estão suspensa entre a partir de 23 de março até 30 de junho.

São elas: Lages, Pato Branco, Toledo, Ponta Grossa, Guarapuava, Araxá, Valença, Feira de Santana, Paulo Afonso e Parnaíba.

Mais cedo, a empresa informou que reduzirá sua capacidade consolidada de 20% a 25% no mês de março, e entre 35% a 50% em abril e meses seguintes, até que a situação se normalize.

A aérea também optou por suspender, a partir desta segunda-feira (16), todos os voos internacionais, exceto os que partem de Campinas.

As medidas adicionais visam preservar a posição financeira da companhia. Em fato relevante, o CEO da Azul, John Rodgerson, diz que a empresa continua focada “no ajuste da capacidade de acordo com a variação na demanda” e na preservação da posição de caixa durante esse período.

Para quem tiver dúvidas, a companhia oferece atendimento em seus canais oficiais, por meio do aplicativo da empresa ou nos números 4003 1118 (para capitais e regiões metropolitanas) e 0800 887 1118 (para demais regiões).

Latam

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Já a Latam informou que, devido aos novos anúncios de fechamento de fronteiras de vários países e a consequente queda na demanda, o grupo reduzirá sua capacidade em 70%, dos quais 90% são uma redução nas operações internacionais e 40% correspondem a voos domésticos.

“Tomamos essa decisão complexa devido à impossibilidade de voar para grande parte de nossos destinos devido ao fechamento de fronteiras. Se as restrições de viagens sem precedentes forem estendidas nos próximos dias, não descartamos sermos forçados a reduzir ainda mais nossas operações ”, disse Roberto Alvo, atual vice-presidente de negócios em nota divulgada pela companhia.

A empresa informou que todos os passageiros que possuem voos nacionais ou internacionais afetados, e que viajam a partir de hoje (16 de março de 2020), podem reagendar seu voo gratuitamente até 31 de dezembro de 2020.

Ainda, considerando a situação, a empresa explica que seus canais de atendimento ao cliente estão recebendo um grande número de consultas e solicitações. Para focar a atenção nos passageiros com pedidos urgentes, a Latam solicita que as pessoas evitem ligar antes de restarem 72 horas para sua viagem.

“Estamos trabalhando para garantir a sustentabilidade a longo prazo do Grupo e proteger os empregos dos 43 mil funcionários da Latam. No entanto, a escala e a imprevisibilidade dessa crise dificultam a antecipação de resultados. É por isso que vamos exigir o apoio dos governos para superar a maior crise da história nos setores de turismo e aviação civil”, acrescentou Alvo.

O cliente tirar dúvidas e pedir auxílio para a empresa por meio da Central de Atendimento (0300 5705700).

Invista melhor seu dinheiro. Abra uma conta na XP – é de graça.