Do Zero ao Topo

As lições da diretora do Twitter para conciliar maternidade e carreira

A trajetória completa de Fiamma Zarife, responsável por toda a operação do Twitter no Brasil, é tema do 51º episódio do podcast Do Zero ao Topo

SÃO PAULO – No começo da gravidez de seu primeiro filho, hoje com 16 anos, Fiamma Zarife foi convocada por seu chefe para uma reunião. Ela trabalhava na operadora telefônica Oi e, diante de uma sala repleta de colegas, recebeu parabéns por seu trabalho e foi promovida.

Assim que saiu da sala, Fiamma chamou seu chefe para conversar. Ela disse que estava grávida e que ele poderia rever a promoção. “Vou fingir que não ouvi isso, volte para o trabalho. Você tem muitos meses pela frente e a gente ainda tem muito o que produzir”, seu chefe respondeu.

PUBLICIDADE

Mais tarde, Fiamma — hoje responsável por toda a operação do Twitter no Brasil — descobriu que sua postura diante da promoção era comum entre mulheres.

“Hoje, no cargo executivo em que estou, vejo que minha atitude foi totalmente descabida. A mulher tem medo de não conseguir produzir o suficiente porque vai ter um filho e tenta se sabotar”, afirmou em entrevista ao podcast Do Zero ao Topo. “Um bebê vira completamente a sua vida, mas a mulher não perde o ritmo. O que ela faz é uma adaptação. Ela começa a ser muito mais produtiva pra otimizar seu tempo e ter mais tempo com os filhos”, completou.

A trajetória de Fiamma é tema do 51º episódio do podcast Do Zero ao Topo. É possível seguir e escutar o programa pela ApplePodcastsSpotifyDeezerSpreakerGoogle PodcastCastbox e demais agregadores.

A executiva começou sua trajetória no banco Boa Vista e depois construiu uma carreira no setor de telecomunicações, trabalhando em empresas como Telecom Italia, Oi, Claro e Samsung. Em 2015, Fiamma ingressou no Twitter e em 2017, assumiu a diretoria geral da companhia no Brasil.

Como ela conseguiu construir uma carreira de sucesso e criar dois filhos? Durante o podcast, Fiamma compartilhou três ensinamentos que adquiriu ao longo dos anos e a auxiliaram a equilibrar maternidade e carreira.

O primeiro é não almejar a perfeição. “Ninguém consegue ser a melhor mãe e a melhor profissional do mundo. Não dá para equilibrar todos os pratos, alguns vão quebrar e a mulher precisa aceitar isso”, diz.

O segundo ponto foi enxergar o marido como um parceiro, que está ali para dividir as consultas médicas e reuniões escolares das crianças. “As mulheres precisam perder a mania do protagonismo parental, de achar que só ela dá conta de tudo. Para a mulher sair de casa, é preciso deixar o homem entrar”, afirma.

Por fim, Fiamma ressalta que é preciso ter o que chama de “os três ‘Cês'”: autoconhecimento, autocompaixão e autocuidado. “Hoje eu sei os meus limites da exaustão e cansaço. Muitas mulheres não têm essa leitura. É preciso escutar a mente e o corpo. É preciso ter autocompaixão e saber fazer uma pausa para relaxar. O autocuidado para mim é ter um momento sozinha e de silêncio”, afirma. Confira a trajetória completa de Fiamma no podcast.

Sobre o Do Zero ao Topo

O podcast Do Zero ao Topo traz, a cada semana, um empresário de destaque no mercado brasileiro para contar a sua história, compartilhando os maiores desafios enfrentados ao longo do caminho e as principais estratégias utilizadas na construção do negócio.

O programa já recebeu nomes como João Apolinário, fundador da Polishop, David Neeleman, fundador da Azul, José Galló, executivo responsável pela ascensão da Renner, Guilherme Benchimol, fundador da XP Investimentos, Artur Grynbaum, CEO do Grupo Boticário, André Penha, cofundador do QuintoAndar, Sebastião Bonfim, criador da Centauro e Edgard Corona, da rede Smart Fit.