Tecnologia

Apple perde mercado de fones de ouvido sem fio para empresas asiáticas

A empresa segue perdendo participação no mercado com o crescimento da Xiaomi e Samsung

arrow_forwardMais sobre
Tim Cook, CEO da Apple
Tim Cook, CEO da Apple (Foto: Justin Sullivan/Getty Images)

(Bloomberg) – A Apple provavelmente terá aumento de um terço nas vendas da linha de AirPods este ano, mas ainda assim perderá espaço no acelerado mercado de fones de ouvido sem fio.

Os AirPods definiram a categoria, conhecida pela sigla TWS (true wireless), e a Apple respondeu por quase metade das vendas em 2019. A projeção é que a companhia distribua 82 milhões de pares este ano, de acordo com dados da Counterpoint Research.

No entanto, alternativas mais baratas oferecidas por rivais chinesas corroeram a liderança da gigante do Vale do Silício, que controla agora pouco mais de um terço do mercado, ou 35%, seguida por Xiaomi, com 10%, e Samsung, com 6%, segundo pesquisas.

PUBLICIDADE

Um grupo crescente de marcas chinesas especializadas vem se destacando, com modelos como o Lypertek Tevi — que custa US$ 90 nos EUA, e oferece melhor ajuste e qualidade de som do que os AirPods e é mais barato. E o 1More True Wireless ANC — que custa US$ 180, mas em termos de cancelamento de ruído deixa para trás os AirPods Pro, vendidos por US$ 250.

Em um lançamento recente da Samsung, o Galaxy Buds Live também possui cancelamento de ruído e um design elegante em formato de feijão, saindo por US$ 170 no mercado americano. A companhia sul-coreana informa ter despachado 300 mil pares do Buds Live nas primeiras semanas de disponibilidade, embora parte desse total tenha entrado em pacotes de compra do smartphone Galaxy Note 20.

Para usuários de Android, muitas das vantagens dos AirPods relacionadas ao iPhone se perdem, de modo que preço e recursos se tornam os principais fatores em suas decisões de compra. “O segmento baixo a médio, que inclui marcas chinesas e fabricantes dos EUA, como JLab, está tirando participação do mercado premium”, disse Liz Lee, analista da Counterpoint.

A concorrência entre Samsung e Apple deve se intensificar neste segundo semestre, com as avaliações positivas do produto Buds Live e o aumento dos investimentos da Samsung, acrescentou ela. “Acreditamos que a Samsung pode atrair mais usuários, especialmente usuários de telefones Android, se oferecer uma seleção mais ampla de dispositivos TWS no segmento médio a alto com pelo menos duas ou três variações.”

Com a expansão da linha de fones de ouvido, a estimativa é que as vendas de TWS da Samsung dobrem este ano, de 8 milhões para 17 milhões. Para a família AirPods da Apple, a previsão é de alta de 61 milhões para 82 milhões. A Samsung continuará expandindo sua linha conforme a evolução das tendências, disse o designer principal de “wearables” (dispositivos usados no corpo) da companhia, Bang Yongseok, à Bloomberg News.

Marcas estabelecidas de áudio para consumidores, como Sennheiser, Beyerdynamic e Audio-Technica, mal apareceram nos últimos dados de mercado. Segundo pesquisadores da Counterpoint, elas concorrem no segmento premium e têm participação igual ou inferior a 0,3%.

Newsletter InfoMoney
Informações, análises e recomendações que valem dinheiro, todos os dias no seu email:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.