Bovespa

Ambev reduz em R$ 123 milhões multa que pagará ao Cade; ação “não reage” após leilão

Distribuidora de bebidas pagará R$ 229,14 milhões ao orgão antitruste; valor final é superior aos R$ 112 milhões que ela havia proposto, mas é inferior aos R$ 352 milhões impostos em 2009

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A Ambev (ABEV3) acaba de divulgar um fato relevante informando que o comprometeu-se a pagar R$ 229,14 milhões ao Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) para finalizar litígios judiciais.

A Ambev havia proposto um acordo judicial para reduzir os valores para R$ 112 milhões, mas que foi refutado pelo orgão antitruste. A multa, no entanto, ficou abaixo dos R$ 352 milhões impostos em julho de 2009 – na época uma multa recorde na história do Cade.

Segundo comunicado, os litígios estão relacionados à decisão proferida pelo Cade, que condenou a Ambev pela “caracterização da prática de infração contra a ordem econômica relacionada à adoção do Programa ‘Tô Contigo'”. O “Tô Contigo” é um programa de fidelização de pontos de vendas da Ambev: quem comprasse as marcas Ambev recebiam prêmios. Segundo o Cade, isso prejudicou a competitividade do setor.

Aprenda a investir na bolsa

“Com a divulgação do presente informe, a Ambev perfaz o cumprimento da obrigação de publicação disposta na decisão original do Cade e no Acordo Judicial”, diz a Ambev em fato relevante, ressaltando que o programa ‘Tô Contigo’ foi “descontinuado” pela companhia.

Reação na Bolsa
Logo após a divulgação do comunicado, às 12h27 (horário de Brasília), a ação da Ambev pouco reagiu, mas 7 minutos depois ela entrou foi “congelada” na Bovespa, com leilão de reabertura previsto para acabar somente às 12h52.

Após o término do leilão, as ações ABEV3 voltaram a ser negociadas valendo R$ 19,57, estável frente ao fechamento de ontem. No acumulado de 2015, a companhia já ganhou 22,2% de valor de mercado.