RADAR INFOMONEY Por que a Bolsa sobe e o PIB cai? O Ibovespa segura os 120 mil pontos, diante do caos na economia?

Por que a Bolsa sobe e o PIB cai? O Ibovespa segura os 120 mil pontos, diante do caos na economia?

Bebidas

Ambev descarta entrada no Novo Mercado com reestruturação societária

Nova estrutura acionária também não visa futura oferta de ações, garante diretor de RI da companhia

arrow_forwardMais sobre

Atualizada às 11h00 (horário de Brasília)

SÃO PAULO – A reestruturação societária da Ambev (AMBV4) não inclui a migração da companhia para o Novo Mercado da BM&FBovespa, afirmou nesta segunda-feira (10) o diretor financeiro e de relações com investidores da companhia, Nelson Jamel.

“O objetivo é fechar gaps contra nossos principais pares globais. Entre as oito principais companhias de bebidas no mundo, só nós temos mais de um tipo de ação”, afirmou o executivo em teleconferência com a imprensa.

Jamel acrescentou que a companhia também não pretende realizar uma oferta de ações, caso os minoritários aprovem a reorganização societária. “Procuramos desenhar uma transação que atingisse muitos objetivos ao mesmo tempo, mas que não inclui nenhum tipo de oferta de ações”, garantiu.

Durante a apresentação, Jamel reforçou que a proposta tem por objetivo simplificar a estrutura societária, aprimorar a governança corporativa, aumentar a liquidez para todos os acionistas, eliminar custos operacionais e administrativos, bem como aumentar a flexibilidade para a gestão da estrutura de capital da empresa.

Cinco empresas do grupo Ambev deixarão de existir após a reestruturação, de acordo com o executivo. Ele não citou os nomes das empresas e nem o quanto a companhia espera economizar com a reorganização. Porém, Jamel adiantou que a operação deve gerar um benefício fiscal de R$ 105 milhões à companhia. 

Com a nova estrutura, a empresa – que tem hoje ações ordinárias e preferenciais – terá apenas as ordinárias. A proposta, que depende da obtenção de registros perante a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) e da SEC (Securities and Exchange Commission, a CVM dos Estados Unidos), será encaminhada aos acionistas da companhia em assembleia geral extraordinária programada para maio de 2013.