Resultados fortes

Amazon tem lucro 7 vezes maior que esperado com receita impulsionada por consumo na pandemia

"Este foi outro trimestre altamente incomum, e eu não poderia estar mais orgulhoso e agradecido aos nossos funcionários em todo o mundo", disse Bezos

arrow_forwardMais sobre
Amazon
(Shutterstock)
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A Amazon surpreendeu os analistas no segundo trimestre, superando todas as expectativas, que já eram positivas, ao registrar um lucro por ação de US$ 10,30. A média das análises compiladas pela Bloomberg apontava para um lucro de US$ 1,51.

A receita também foi melhor que o esperado, chegando a US$ 88,9 bilhões entre abril e junho, enquanto analistas projetavam receita de US$ 81,24 bilhões.

Às 17h40 (horário de Brasília), as ações da empresa registram ganhos de 4,98%, a US$ 3.051, no after market da bolsa dos Estados Unidos. No pregão regular, os papéis encerraram com valorização de 0,60%.

Aprenda a investir na bolsa

O resultado foi puxado pelas tendências do consumidor durante a pandemia de coronavírus que catapultaram os números da gigante de tecnologia em um cenário de maiores compras online.

Chamou atenção ainda o fato da Amazon superar bastante as expectativas mesmo tendo reconhecido gastos de mais de US$ 4 bilhões no segundo trimestre relacionados à Covid-19.

“Este foi outro trimestre altamente incomum, e eu não poderia estar mais orgulhoso e agradecido aos nossos funcionários em todo o mundo”, disse o CEO da Amazon, Jeff Bezos, no comunicado.

O executivo lembrou que, como esperado, a Amazon gastou seu lucro estimado de US$ 4 bilhões entre abril e junho em vários investimentos relacionados ao coronavírus, incluindo a aquisição de equipamentos de proteção individual, limpeza de instalações e aumentos salariais para os funcionários.

Além disso, Bezos avisou que a companhia irá gastar pelo menos US$ 2 bilhões no terceiro trimestre para seguir com estas medidas.

Enquanto isso, a receita da unidade de computação em nuvem da Amazon, o Amazon Web Services, chegou a US$ 10,81 bilhões no trimestre. Este segmento de computação em nuvem se tornou crucial para diversas empresas durante a pandemia, já que tiveram que realocar seus funcionários e fazerem trabalhos remotos, o que impulsionou os números da Amazon.

PUBLICIDADE

No terceiro trimestre, a empresa disse que espera que as vendas líquidas fiquem entre US$ 87 bilhões e US$ 93 bilhões, representando um crescimento ano a ano entre 24% e 33%. A empresa prevê ainda uma faixa de receita operacional de US$ 2 bilhões a US$ 5 bilhões, o que leva a custos relacionados a coronavírus de aproximadamente US$ 2 bilhões.

A carreira que mais forma milionários: conheça o primeiro MBA do Brasil totalmente dedicado ao mercado de ações