Recomendações

Ágora reduz preço-alvo para Braskem, mas vê 2013 melhor para a empresa

Corretora se mostra otimista com novos projetos da companhia, mas se mantém preocupada com cenário a médio e longo prazo

(Divulgação/Braskem)

SÃO PAULO – Após os resultados do terceiro trimestre e novas projeções na economia, a Ágora revisou suas expectativas para as ações da Braskem (BRKM5) e reduziu seu preço-alvo para 2013 de R$ 20,10 para R$ 18,00 – upside de 40,73% em relação ao fechamento do dia 27 de dezembro -, seguindo com a recomendação de “manter” para os papéis.

Mesmo com essa redução nas projeções, a expectativa dos analistas da corretora é que a companhia apresente um desempenho melhor no próximo ano, devido, principalmente à uma recuperação na economia do País, além de apoio nos incentivos do governo, como aumento de tarifa de imporatação e redução nos custos de energia.

A corretora espera um aumento de 18% no Ebitda (Lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização), que deve atingir R$ 3,97 bilhões, porém, essa nova projeção corresponde a uma queda de 7% em relação à expectativa anterior.

Os analistas da Ágora se mostram preocupados em relação ao médio e longo prazo, devido a crescente produção de gás de xisto nos EUA e sua utilização no setor petroquímico, o que diminui os custos de resina no país. Porém, os novos projetos da Braskem no Peru e no México devem adicionar valor para a empresa.