Disputa fiscal

Ações da Vale caem após empresa assumir perdas em disputa fiscal na Suíça

Empresa deverá pagará R$ 485 milhões; como só tem R$ 77,5 milhões provisionados, perda impactará resultado do quarto trimestre

SÃO PAULO – As ações da Vale (VALE3, VALE5) registram queda nesta quarta-feira (19), dia no qual a empresa revelou que concordou em pagar para encerrar uma disputa tributária com autoridades suíças.

O papel ON recua 0,84%, aos R$ 42,46, enquanto o PN cai 0,71%, aos R$ 40,71. Mas, na mínima do dia, a queda chegou a 1,77% e a 0,81%, respectivamente.

A disputa envolvia uma redução de carga tributária concedida à Valel em 2006 e diferenças de interpretração – as autoridades aprovaram uma isenção de 60% do imposto de renda corporativo à Vale International, porcentagem que poderia chegar a 80% se algumas condições de investimentos e contratação de empregados fossem cumpridas.

Entretanto, enquanto a Vale alegava que essas condições foram cumpridas e, assim, poderia se beneficiar da isenção de 80%, as autoridades suíças contestavam a aplicação dessa isenção entre os anos de 2006 e 2009.

A mineradora pagará 212 milhões de francos suíços, o que equivale a algo em torno de R$ 485,1 milhões, conforme conversão utilizando a cotação do último fechamento. Segundo a empresa, US$ 37 milhões (ou R$ 77,5 milhões) já foram provisionados, mas o restante deverá impactar o resultado do último trimestre. Isso é, ainda há um impacto de cerca de R$ 407 milhões a ser contabilizado.

Os desembolsos serão feitos em parcelas, sendo que a primeira será em janeiro de 2013 e, a última, em 2015.