Abertura na bolsa

Ações da Ser Educacional estreiam na BM&FBovespa com queda

Ser Educacional realizou o IPO nesta terça-feira abaixo da faixa indicativa; ativos movimentaram R$ 73 milhões e chegaram a recuar 2,5%

SÃO PAULO – A Ser Educacional (SEER3) teve seu primeiro dia de negociação na BM&FBovespa nesta terça-feira, sendo o segundo IPO (Initial Public Offering) do ano e o nono de 2013. As ações da Ânima Educação, também do setor, estrearam na bolsa brasileira na véspera.

As ações, negociadas com o ticker SEER3, registraram os seus primeiros minutos de negociação da bolsa em alta, chegando a avançar 1,43%, a R$ 17,75, em sua máxima do dia. Mas perderam força, atingindo mínima no intraday de R$ 17,06, com recuo de 2,51%. Com isso, os ativos da companhia fecharam seu primeiro dia com queda de 1,83%, cotados a R$ 17,18. Enquanto isso, o volume ficou em R$ 73 milhões. 

A Ser Educacional precificou seu IPO na última sexta-feira abaixo da faixa indicativa, com cada ação sendo vendida a R$ 17,50, ante intervalo de R$ 19,50 a R$ 23,50 fixadas pelos coordenadores da oferta, BTG Pactual, Credit Suisse, Goldman Sachs e Santander. A operação movimentou R$ 619,4 milhões. 

PUBLICIDADE

A Ser Educacional chegou a ter a operação suspensa pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) na última sexta, com a autarquia alegando que o prospecto da operação não continha informações “completas, precisas e atuais”. Após a rede de ensino pernambucana atualizar o documento na segunda-feira, a CVM revogou a suspensão. 

A empresa é controladora do Centro Universitário Maurício de Nassau (Uninassau), o grupo tem 23 unidades espalhadas por 11 Estados do país, em 17 cidades no Norte e Nordeste, além da Faculdade Joaquim Nabuco.