Turbulência

Ações da Gol caem mais de 6% com possíveis novas regras em Congonhas

Segundo nota de Lauro Jardim, colunista da Veja, empresas teriam sido informadas sobre publicação de edital para audiência pública

SÃO PAULO – As ações da Gol (GOLL4) lideram as perdas do Ibovespa nesta quarta-feira (30) diante da expectativa de que algumas mudanças sejam anunciadas pelo governo para o setor aéreo ainda nesta semana. Às 12h08 (horário de Brasília), os ativos apresentavam queda de 6,33%, cotados a R$ 14,05. Na mínima do dia, chegaram a desvalorizar 7,80% a R$ 13,83.

Segundo nota publicada na coluna do jornalista da Veja, Lauro Jardim, as empresas do setor aéreo foram informadas de que na quinta-feira (31), será publicado um edital convocando-as para uma audiência pública em que serão discutidas propostas do governo para o setor.

Entre as alterações que podem atingir as companhias aéreas, o chefe de análise da Empiricus Research, Rodolfo Amstalden, destaca as mudanças na operação do aeroporto de Congonhas. “A possibilidade de criação de um teto no preço das tarifas de voos que operam neste aeroporto pode ser prejudicial às ações da Gol”, comenta o analista.

Haveria também uma alteração radical nos slots (autorização de pousos e decolagens) de cada empresa – elas perderiam, de pronto, cerca de 30% dos atuais slots – e seriam impostas pesadas restrições pesadas à demissão de funcionários, diz o colunista da Veja.