Tarda, mas não falha

A estratégia da Via Varejo para bater a concorrência na Black Friday

Grupo passa a oferecer integraçao entre loja física e e-commerce, mais tarde do que as concorrentes, mas ainda assim, estratégia pode funcionar

arrow_forwardMais sobre
via varejo casas bahia ponto frio
(divulgação)

SÃO PAULO – A Black Friday é esperada tanto por consumidores, quanto pelas empresas – que querem bater recordes de venda ano após ano. Em consequência, a concorrência vai ficando cada vez mais acirrada para obter melhores resultados.

Com integração entre as operações online e offline pela primeira vez na sua história, a Via Varejo (VVAR3), dona das Casas Bahia e Pontofrio, anunciou que vai oferecer até 80% de desconto em produtos das lojas até domingo, dia 1 de dezembro.

“Os preços da Black Friday serão mantidos enquanto durarem os estoques dos produtos ofertados no período. Cada dia da semana uma nova série de produtos em promoção será revelada”, afirma Abel Ornelas Vieira, COO da Via Varejo, em entrevista ao InfoMoney.

Acerto ou obrigação? 

PUBLICIDADE

Para Alexandre van Beek, sócio-diretor da consultoria de varejo GS&Consult, os serviços e soluções agregadas serão os maiores diferenciais para as empresas, já que a competição em preços é acirrada. “Entrega rápida (e com baixo custo) é hoje um enorme diferencial e que vem se tornando cada vez mais viável. Assim como a facilidade de retirar o produto na loja, evitando o custo de frete e reduzindo o custo de entrega”, diz.

Dito isto, ter uma integração “omnicanal” era obrigatório para uma empresa do porte da Via Varejo – não à toa, a experiência de compra em anos anteriores foi muito aquém do desejado. “A experiência dentro das lojas com investimentos em atendimento, com soluções integradas (além da venda de produtos) são estratégias que se combinam para fortalecer a relação entre quem vende e quem consome”, diz van Beek.

Nesse sentido, a Via Varejo está no caminho certo. Anunciou que integrou sites e lojas físicas, o que significa que neste ano o consumidor poderá comprar no e-commerce e retirar na loja mais próxima de sua casa. As 1.066 lojas de Casas Bahia e Pontofrio espalhadas pelo Brasil estão participando da Black Friday, além do e-commerce de ambas as marcas.

“Nos preparamos tanto nos aspectos de produto e preço, quanto sistema. Nos antecipamos para dar um maior conforto para o cliente que vai até a loja física, para evitar filas e o ‘empurra e empurra’ natural da Black Friday, quando as lojas ficam cheias”, afirmou o COO do grupo.

O grupo possui mais um milhão de metro quadrados de armazenagem somando 26 centros de distribuição – e tudo estará focado no atendimento de Black Friday nos próximos dias.

“Teremos entregas de tudo o que for vendido na Black Friday em até sete dias. Contratamos cerca de mil funcionários para toda a empresa, principalmente nos setores de logística, lojas e backoffice, para atender a demanda da data”, explica.

O executivo da Via Varejo explicou que, neste ano, o grupo antecipou as negociações com fornecedores, para ter acesso a produtos e descontos exclusivos. “Além disso, melhoramos a logística e estamos investindo pesado em marketing para oferecer uma experiência completa para o cliente”, diz.

Em meio às expectativas com os resultados, dado o investimento na Black Friday, as ações da Via Varejo (VVAR3) estão subindo no pregão desta quinta-feira (28). Às 15h (horário de Brasília) os papéis subiam 3,75%, destaque entre as varejistas.

Invista seu dinheiro para realizar seus maiores sonhos. Abra uma conta na XP – é de graça.