Três brasileiros ficam feridos em bombardeio no Líbano; Itamaraty condena ataque

Governo federal afirma que está em contato com familiares, mas não detalha estado de saúde das vítimas

Wellington Carvalho

Ataque israelense no norte de Gaza - 18/5/2024 (Foto: Rami Zohod/Reuters)

Publicidade

O governo brasileiro manifestou sua indignação e condenou o bombardeio deflagrado neste sábado (1) em Saddikine, no sul do Líbano, que resultou em ferimentos em três cidadãos brasileiros.

Sem detalhar o estado de saúde dos brasileiros, o ministério das Relações Exteriores do Brasil comunica que as vítimas estão recebendo tratamento no Hospital Libanês Italiano, em Tiro.

O Itamaraty diz ainda que a “embaixada do Brasil em Beirute está em contato com os familiares e com a equipe médica e presta o apoio consular”.

Continua depois da publicidade

Ainda segundo o governo brasileiro, o episódio ocorreu no contexto de ataques das forças armadas israelenses no sul do Líbano e do Hezbollah no norte de Israel.

Desde o início do conflito entre Israel e Palestina, acrescenta comunicado divulgado neste domingo (2), a embaixada do Brasil em Beirute monitora e mantém contato regular com os brasileiros residentes no Sul do Líbano.

“O Brasil exorta as partes envolvidas nas hostilidades à máxima contenção, assim como ao respeito aos direitos humanos e ao direito humanitário, de forma que se previna o alastramento do conflito em Gaza e se evitem novas vítimas civis inocentes”, finaliza a nota.

Wellington Carvalho

Repórter de fundos imobiliários do InfoMoney. Acompanha as principais informações que influenciam no desempenho dos FIIs e do índice Ifix.