Starmer promete estabilizar Reino Unido após trabalhistas conquistarem ampla maioria

A libra, as ações e os títulos públicos britânicos subiram na sexta-feira, mas Starmer chega ao poder em um momento em que o país está enfrentando uma série de desafios

Reuters

Keir Starmer celebra vitória dos trabalhistas no Reino Unido - 5/7/2024 (Foto: Suzanne Plunkett/Reuters)
Keir Starmer celebra vitória dos trabalhistas no Reino Unido - 5/7/2024 (Foto: Suzanne Plunkett/Reuters)

Publicidade

Londres (Reuters) – Keir Starmer prometeu reconstruir o Reino Unido como seu próximo primeiro-ministro, depois que seu Partido Trabalhista obteve uma vitória esmagadora na eleição parlamentar, pondo fim a 14 anos de um governo conservador frequentemente tumultuado.

O Partido Trabalhista, de centro-esquerda, conquistou uma ampla maioria no Parlamento de 650 assentos. Os conservadores, do premiê Rishi Sunak, tiveram o pior desempenho da longa história do partido, com os eleitores os punindo por uma crise de custo de vida, serviços públicos deficientes e uma série de escândalos.

“Conseguimos”, disse Starmer em um discurso de vitória. “A mudança começa agora… Dissemos que acabaríamos com o caos, e vamos acabar, dissemos que viraríamos a página, e viramos. Hoje, começamos o próximo capítulo, começamos o trabalho de mudança, a missão de renovação nacional e começamos a reconstruir nosso país.”

Continua depois da publicidade

O resultado da eleição revolucionou a política britânica. Os trabalhistas conquistaram cerca de 410 cadeiras, um aumento de 210, enquanto os conservadores, o partido mais bem-sucedido do mundo ocidental, perderam cerca de 250 parlamentares, incluindo um número recorde de ministros seniores e a ex-primeira-ministra Liz Truss.

O Partido Nacional Escocês implodiu, perdendo 38 cadeiras, encerrando sua própria década de domínio na Escócia e deixando em frangalhos seu sonho de independência escocês, ao passo que  os nacionalistas irlandeses Sinn Fein se tornaram o maior partido da Irlanda do Norte pela primeira vez.

Enquanto isso, o partido populista de direita Reformista, liderado por Nigel Farage, ativista do Brexit e amigo de Donald Trump, obteve mais de quatro milhões de votos.

Continua depois da publicidade

Embora tenha garantido apenas quatro parlamentares, seu impacto no resultado, ao desviar grandes parcelas do apoio dos conservadores, fará de Farage um grande espinho para os dois principais partidos.

Sunak lamenta

Um Sunak desanimado disse que deixaria o cargo de líder do partido. Ele se reuniria com o rei Charles para renunciar formalmente antes que Starmer fosse nomeado em seu lugar.

“Para o país, eu gostaria de dizer, em primeiro lugar, que sinto muito”, afirmou Sunak em um discurso final do lado de fora de Downing Street.

Continua depois da publicidade

“Dei tudo de mim neste trabalho, mas vocês enviaram um sinal claro de que o governo do Reino Unido precisa mudar, e o seu julgamento é o único que importa. Ouvi sua raiva, sua decepção e assumo a responsabilidade por essa derrota.”

Apesar da vitória convincente, as pesquisas sugerem que há pouco entusiasmo por Starmer ou seu partido. Graças à peculiaridade do sistema britânico de votação por correspondência e ao baixo comparecimento às urnas, o triunfo do Partido Trabalhista foi alcançado com menos votos do que o garantido em 2017 e 2019 – o último foi o pior resultado em 84 anos.

A libra, as ações e os títulos públicos britânicos subiram na sexta-feira, mas Starmer chega ao poder em um momento em que o país está enfrentando uma série de desafios.

Continua depois da publicidade

A carga tributária do Reino Unido deverá atingir seu nível mais alto desde logo após a Segunda Guerra Mundial, a dívida líquida é quase equivalente à produção econômica anual, os padrões de vida caíram e os serviços públicos estão com problemas, especialmente o tão estimado Serviço Nacional de Saúde, que tem sido afetado por greves.

Alguns dos planos mais ambiciosos do Partido Trabalhista, como suas principais promessas de gastos verdes, já foram reduzidos, enquanto Starmer prometeu não aumentar os impostos para “os trabalhadores”.

Da mesma forma, ele prometeu acabar com a política polêmica do Partido Conservador de enviar os requerentes de asilo para Ruanda, mas como a imigração é uma questão eleitoral importante, ele próprio estará sob pressão para encontrar uma maneira de impedir que dezenas de milhares de pessoas atravessem o Canal da Mancha vindas da França em pequenos barcos.

Continua depois da publicidade

“Não prometo a vocês que será fácil”, disse Starmer. “Mudar um país não é como apertar um interruptor. É um trabalho árduo. Paciência, determinação, trabalho, e teremos que começar a trabalhar imediatamente.”