China abre investigação sobre apurações da UE que miram produtos chineses

A investigação deverá ser concluída antes de 10 de janeiro, mas poderá ser estendida por três meses, informou o ministério

Estadão Conteúdo

Carros para exporação em terminal do porto de Yantai, província de Shandong, na China - 
10/01/2024
(Foto: China Daily/via Reuters)
Carros para exporação em terminal do porto de Yantai, província de Shandong, na China - 10/01/2024 (Foto: China Daily/via Reuters)

Publicidade

A China iniciou uma investigação nesta quarta-feira (10) sobre apurações comerciais da União Europeia (UE) contra uma série de produtos chineses, dias após o bloco confirmar planos de impor tarifas adicionais a carros elétricos de fabricação chinesa.

A pedido de um grupo industrial com apoio estatal que representa exportadores de máquinas e eletrônicos, o Ministério de Comércio da China disse que irá investigar iniciativas antisubsídio da UE que tenham como alvo trens, painéis solares, turbinas eólicas e equipamentos de segurança de origem chinesa.

A investigação deverá ser concluída antes de 10 de janeiro, mas poderá ser estendida por três meses, informou o ministério.

Continua depois da publicidade

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita 
Na semana passada, a Comissão Europeia, braço executivo da UE, confirmou que iria adiante com planos de tarifar veículos elétricos chineses, com a alegação de que Pequim concede subsídios injustos a montadoras chinesas para prejudicar a concorrência externa. Fonte: Dow Jones Newswires.