Caixa com as pistolas que Napoleão tentou se matar é leiloada por R$ 10 mi

O conjunto de armas foi vendido como um item que “poderia ter mudado o curso da história”; foi com essas pistolas que Napoleão teria tentado o suicídio em abril de 1814, após abdicar do trono

Equipe InfoMoney

Pistolas que pertenceram a Napoleão Bonaparte (Foto: Reprodução Instagram/_osenat)
Pistolas que pertenceram a Napoleão Bonaparte (Foto: Reprodução Instagram/_osenat)

Publicidade

Uma caixa com pistolas que já pertenceram a Napoleão Bonaparte, foi arrematada em um leilão realizado em Paris nesta final de semana por € 1.690.000 (mais de R$ 10 milhões), incluindo taxas, informaram as casas de leilões Rossini e Osenat.

O conjunto de armas foi vendido como um item que “poderia ter mudado o curso da história”, segundo os leiloeiros. Foi com essas pistolas que Napoleão teria tentado o suicídio em abril de 1814, após ser forçado a abdicar do trono.

Essas armas foram oferecidas pelo imperador ao general Armand de Caulaincourt logo após sua tentativa de suicídio, no Château de Fontainebleau, e permaneceu com os descendentes do Duque de Vicenza até recentemente. Caulaincourt foi responsável por tirar a pólvora das pistolas, salvando assim avida do imperador.

Continua depois da publicidade

Não foi informada a identidade de quem arrematou as peças, mas o Ministério da Cultura francês informou considerar os itens como “um bem cultural classificado como tesouro nacional” e que ele só “pode sair temporariamente da França, com retorno obrigatório”.

Outros itens ligados a Napoleão foram arrematados por fortunas recentemente. O sabre Marengo do imperador saiu por 4,5 milhões de euros em leilão e o emblemático chapéu bicórneo foi vendido por 2 milhões de euros.