49 pessoas se afogaram na Rússia tentando aliviar o calor escaldante acima de 40ºC

Durante a semana passada, os russos enfrentaram um dos períodos mais quentes visto em mais de um século

Reuters

Publicidade

Sete crianças estão entre as 49 pessoas que se afogaram nas águas da Rússia no sábado (6), enquanto o calor escaldante cobre grandes áreas do país, informou o Ministério para Situações de Emergência neste domingo.

“Um total de 65 incidentes foram registrados nos corpos d’água do país nas últimas 24 horas – 49 pessoas morreram”, disse o ministério no aplicativo de mensagens Telegram. Isso representa 10 incidentes de afogamento a mais do que no mesmo dia de um ano atrás, informou a agência de notícias estatal russa RIA.

Durante a semana passada, os russos enfrentaram um dos períodos mais quentes visto em mais de um século, com Moscou quebrando um recorde de 1917 e cidades em todo o maior país do mundo enfrentando temperaturas bem acima de 35 graus Celsius.

Continua depois da publicidade

O Serviço de Hidrometeorologia da Rússia disse na sexta-feira (5) em seu site que era esperado um calor anormal e sufocante na maior parte do sul das regiões europeias da Rússia durante o fim de semana, com temperaturas subindo em alguns lugares acima de 40 graus Celsius.

Na região de Nizhny Novgorod, no centro da Rússia, uma menina de 10 anos se afogou no rio Volga e sua irmã de seis anos desapareceu, com mergulhadores ainda procurando por ela, informou o ministério de emergências.

Na região de Bashkiria, que fica entre o rio Volga e os Montes Urais, três pessoas se afogaram, incluindo uma garota de 16 anos, informou o ministério.