Conteúdo editorial apoiado por

Violência doméstica, gravidez de gêmeos e cirurgias: como o seguro ampara a mulher?

Já existem proteções para bolsa, perda de renda e suporte para implante de silicone

Gilmara Santos

(Pixabay)

Publicidade

As mulheres são maioria no Brasil, com 51,5% da população, e chefes de família, sendo as responsáveis pelo sustento de 50,8% dos lares brasileiros, segundo dados oficiais do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos).

O tamanho da população feminina tem sido visto como uma oportunidade pelo mercado segurador, que vem preparando produtos e serviços específicos para as consumidoras. “O mercado de seguros tem acompanhado as mudanças e as conquistas das mulheres demonstrando um compromisso em atender as necessidades delas”, salienta Rodrigo Rodrigues, diretor comercial da HoldingSM.

Já estão disponíveis seguros para gravidez, um período sensível para a mulher; suporte jurídico para contornar problemas ligados à violência doméstica, situação que preocupa a sociedade e os organismos de direitos humanos pelo aumento do número de ocorrências no país; além de condições especiais que algumas seguradoras oferecem em produtos já existentes.

Exclusivo para novos clientes

CDB 230% do CDI

Destrave o seu acesso ao investimento que rende mais que o dobro da poupança e ganhe um presente exclusivo do InfoMoney

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

“Entendemos que o nosso vetor não é só econômico, mas também social e, neste sentido, desenvolvemos produtos exclusivos para a inclusão social da mulher”, acentua Felipe Montenegro Mattos, CEO da Caixa Seguridade.

A Caixa Seguridade tem, por exemplo, o Prev Mulher, que conta com o benefício chamado gravidez premiada. Em caso de gestação múltipla (gêmeos, trigêmeos, ou mais), resultante de concepção natural, a beneficiária recebe um prêmio de R$ 50 mil no nascimento dos bebês.

A companhia também possui o Rapidex Mulher, com diversas assistências às consumidoras. O produto disponibiliza:

Existem outras coberturas ligadas ao amparo da renda da mulher e até para despesas em procedimentos cirúrgicos que são mais realizados por elas, como o implante de próteses de silicone.

“Temos coberturas exclusivas para mulheres, como o seguro que garante a renda de profissionais autônomas quando os filhos ficam doentes e elas não podem exercer suas atividades e seguro para despesas em caso de problemas com as próteses de silicone ou ainda fornecendo um checkup básico de exames femininos por ano”, afirma Odete Queirós, superintendente de Affinity da Marsh Brasil.

Outra proteção securitária com muita aderência entre as mulheres é o bolsa protegida. Essa modalidade dá cobertura a todo o conteúdo da bolsa (a própria bolsa, óculos, celular, documentos e maquiagem) em caso de roubo ou furto qualificado.

Seguro de vida

Segundo Nancy Rodrigues, diretora de seguro de pessoas da Tokio Marine, o público feminino é o principal consumidor doi produto vida individual, já correspondendo a quase 50% das vendas. “As mulheres buscam um produto com coberturas de morte, invalidez por acidente, doenças graves, diagnóstico de câncer e também os que incluam serviços importantes para facilitar o dia a dia”, diz.

Entre os produtos oferecidos pela seguradora está o Tokio Marine Vida Individual Mulher, que contempla coberturas exclusivas ao público feminino, como diagnóstico de câncer de mama, útero, ovário e trompas.

Veja também:

Gilmara Santos

Jornalista especializada em economia e negócios. Foi editora de legislação da Gazeta Mercantil e de Economia do Diário do Grande ABC.