Seguros

Veja quais critérios adotar para escolher o seu seguro de vida

Todas as coberturas possuem exclusões e condições específicas que você deve analisar com atenção

Por  Equipe InfoMoney

SÃO PAULO – Para adquirir um seguro de vida, você deve avaliar suas reais necessidades para não contratar coberturas complementares que não serão utilizadas. É um levantamento que gasta tempo, mexe com as emoções, porque ninguém, na verdade, gostaria de utilizar esse seguro.

Mas é importante fazê-lo até para não subestimar as necessidades financeiras, suas ou dos seus dependentes, caso estes não possam mais contar com o seu apoio. É bom lembrar que todas as coberturas possuem exclusões e condições específicas que você deve analisar com atenção. Se o segurado for um profissional autônomo, por exemplo, pode ser importante contratar uma cobertura conhecida por Diária de Incapacidade Temporária (DIT), que garante o pagamento da diária contratada pelo período em que ele não puder trabalhar devido a afastamento por doença ou acidente coberto pelo seguro.

Quais são as coberturas do seguro de vida?

A principal delas, obrigatória, é a cobertura para morte, que pagará aos beneficiários o capital segurado (indenização) definido na apólice, no caso da morte do segurado (natural ou acidental).

A estrutura do seguro de vida pode distinguir as coberturas entre básicas e adicionais, sendo que o seguro deve conter pelo menos uma das coberturas básicas (morte natural ou acidental). No entanto, em vez de aprovar planos de seguros com coberturas básicas e adicionais, muitas seguradoras têm optado por oferecer planos de seguros independentes para cada cobertura.

Dessa forma, é possível contratar um plano de seguro só para cobertura de morte (natural ou acidental), só para morte acidental, só para invalidez por acidente, só para invalidez funcional por doença, só para invalidez laborativa por doença, etc. É muito importante que todas as situações que você quer que sejam indenizadas a seus beneficiários estejam claramente previstas no contrato que assinar com a seguradora.

As coberturas mais comuns são:

• Morte
• Morte por acidente
• Invalidez Permanente Total ou Parcial por Acidente (IPA) 
• Invalidez permanente total por acidente (IPTA) 
• Invalidez Permanente por Acidente Majorada (IPAM) 
• Invalidez Funcional Permanente Total por Doença (IFPD) 
• Invalidez Laborativa Permanente Total por Doença (ILPD) 
• Despesas Médicas, Hospitalares e Odontológicas (DMHO) 
• Diárias de Incapacidade Temporária (DIT) 
• Diárias por Internação Hospitalar (DIH) 
• Doenças Graves (DG)

A partir da combinação dessas coberturas existem produtos específicos, entre os quais destacam-se os seguros: prestamista, educacional, viagem, habitacional e dotal.

Compartilhe