Problemas

Usuários reclamam de instabilidade no Caixa TEM em dia de recebimento de Auxílio Emergencial e FGTS

A hashtag #CaixaTemNAOFUNCIONA está entre os assuntos mais comentados no Twitter

App do auxílio emergencial do governo
(Marcelo Casal Jr/Agência Brasil) App de cadastro do auxílio emergencial para MEI

SÃO PAULO – Nesta quinta-feira (2), usuários do Caixa TEM, aplicativo da Caixa Econômica Federal, utilizaram as redes sociais para reclamar sobre a instabilidade da ferramenta, além das longas horas na fila de espera para acessar o aplicativo.

A hashtag #CaixaTemNAOFUNCIONA está entre os assuntos mais comentados no Twitter e reúne queixa dos consumidores que relatam o aparecimento de mensagens de erro “sistema temporariamente indisponível” no app, além de falhas no processo de transferência.

“Estou desde às 6 da manhã em fila de espera e até agora nada. Que app é este que não funciona nunca? Tenho um filho especial, que precisa se alimentar, usar fraldas e tudo mais, conto com este auxílio, e quando chega o dia de receber, tenho que passar por isso. Cadê a resposta de alguém da caixa a todos nós? Nessas horas ninguém se manifesta para nos dar resposta. Descaso total com a população”, desabafou uma usuária no site DownDetector, que coleta registros de reclamação sobre indisponibilidade de serviços digitais.

PUBLICIDADE

Através do aplicativo Caixa TEM é possível ter acesso ao auxílio emergencial, o novo saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) de R$ 1.045, e obter informações sobre benefícios e programas sociais, como Abono Salarial do PIS e Seguro-Desemprego.

A ferramenta também funciona como uma carteira digital e permite fazer pagamentos de contas e boletos online, compras com o cartão de débito virtual e ainda pagamentos por aproximação, via QR Code em supermercados, padarias, farmácias e outros estabelecimentos.

O site DownDetector mostra um pico nas queixas por volta das 9h30 da manhã, mas os problemas se acumulam desde o início do dia. Os registros apontam também que as dificuldades se estendem até o pagamento em maquininha usando cartão de débito e em fazer saque no caixa eletrônico.

“Desde 30/06 o aplicativo do Internet Bank não está funcionando corretamente, a Caixa tem informado que os usuários estão finalizando as transações, mas isso não é verdade. Infelizmente terei que ir a um caixa eletrônico para fazer pagamentos e transferências para meu outro banco. Desrespeito ao cliente. Lamentável”, disse outro.

Resposta

Procurada pelo InfoMoney, a Caixa informou que na primeira semana de julho ocorrem os processamentos de fechamento e início de mês e disse que eles se somam aos lançamentos dos créditos dos benefícios emergenciais e folhas de pagamento mensais, por isso alguns serviços podem apresentar intermitência momentânea.

O banco afirmou também que apesar dos problemas, os clientes e beneficiários estão conseguindo concluir as operações. “Neste sentido, registramos que o Caixa Tem acumulou até 30 de junro mais de 1 bilhão de consultas de saldo/extrato e 17 milhões de pagamentos de boleto”, disse a Caixa em nota.

Último dia para cadastro de recebimento do auxílio emergencial

Nesta terça-feira (02) se encerra o prazo de cadastro para recebimento do auxílio emergencial de R$ 600. Inicialmente proposto para vigorar por três meses, com o pagamento de três parcelas de R$ 600, o benefício foi prorrogado por mais dois meses, com o pagamento de mais duas parcelas. Pelas regras, até duas pessoas da mesma família podem receber o auxílio. Para as famílias em que a mulher seja a única responsável pelas despesas da casa, o valor pago mensalmente é de R$ 1.200.

Ainda que o Caixa Tem permita movimentar os valores recebidos por meio do auxílio emergencial, o cadastro no programa é feito em outros canais.

PUBLICIDADE

Quem estava no Cadastro Único até o dia 20 de março e que atende às regras do programa, recebe os pagamentos sem precisar se cadastrar no site da Caixa. Quem tem o Bolsa Família pode receber o auxílio emergencial, desde que ele seja mais vantajoso. Nesse período, o Bolsa Família de quem recebe o auxílio fica suspenso.

As pessoas que não estão inscritas no Bolsa Família nem no CadÚnico e preenchem os requisitos do programa podem se cadastrar no site auxilio.caixa.gov.br ou pelo APP Caixa Auxílio Emergencial, disponível nas lojas de aplicativos. Depois de fazer o cadastro, a pessoa pode acompanhar se vai receber o auxílio emergencial, consultando no próprio site ou aplicativo.

O Ministério da Cidadania informou, na semana passada, que já recebeu mais de 124 milhões de solicitações do auxílio emergencial, sendo que cerca de 65 milhões foram considerados elegíveis e 41,59 milhões foram apontados como inelegíveis, por não atenderem aos critérios do programa. Existem ainda quase 17 milhões de inscrições classificadas de inconclusivas – quando faltam informações para o processamento integral do pedido. Quem estiver nessa situação deve refazer o cadastro por meio do site ou aplicativo do programa.

(Com Agência Brasil)

Newsletter InfoMoney – Informações, análises e recomendações que valem dinheiro, todos os dias no seu email:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.