Mobilidade urbana

Uber e 99 anunciam reajustes para motoristas após aumento dos combustíveis da Petrobras

Representante da categoria diz que é necessário um reajuste real e que os profissionais não querem trabalhar por incentivos

Por  Equipe InfoMoney

As empresas de transporte por aplicativo Uber e 99 anunciaram reajustes para motoristas devido à alta de combustíveis da Petrobras (PETR3;PETR4), que atingiu mais de 18% para a gasolina e quase 25% para o diesel. Mas a medida tomada pelas empresas, segundo representante dos motoristas, não é suficiente.

A Uber colocou em prática um reajuste temporário de 6,5% nos preços das corridas, a partir desta semana, para “ajudar os motoristas a lidar com o pico de alta em seus custos operacionais”, além de um pacote de R$ 100 milhões para “ajudar motoristas parceiros no Brasil”.

A 99 anunciou o reajuste do km rodado em 5%, em todas as 1,6 mil cidades do país onde opera, e afirmou que “não haverá aumento para os passageiros neste momento”. A Uber não informou à reportagem se o reajuste temporário será repassado.

Mas, apesar do anúncio, o representante dos motoristas por app não ficou satisfeito. Eduardo Lima de Souza, presidente da Amasp (Associação de Motoristas de Aplicativos de São Paulo), afirmou à Folha de S.Paulo que é necessário um reajuste real e que a categoria não quer trabalhar por incentivos.

Procuradas pelo InfoMoney, Uber e 99 não se pronunciaram até o momento sobre as declarações recentes do presidente da Amasp.

Veja, abaixo, os comunicados das duas empresas:

Uber

A Uber anunciou nesta sexta-feira (11/3) um pacote de medidas para ajudar a mitigar os custos dos motoristas parceiros com a mais recente alta dos combustíveis. Serão investidos cerca de R$ 100 milhões no Brasil nas próximas semanas em iniciativas voltadas ao aumento nos ganhos e redução dos custos dos nossos parceiros, além de um reajuste temporário no preço das viagens.

O pacote faz parte de uma iniciativa global da empresa diante da instabilidade no cenário internacional causada pelo conflito no leste europeu, que tem pressionado custos de insumos em todo o mundo, particularmente os combustíveis.

“Sabemos que motoristas estão entre os primeiros a sentir o impacto dos preços recordes dos combustíveis, então estamos implementando essas iniciativas para ajudá-los. Esperamos que essas ações emergenciais colaborem para reduzir os impactos no dia a dia, mas continuaremos ouvindo nossos parceiros, especialmente neste momento”, afirma Silvia Penna, diretora-geral da Uber no Brasil.

Além disso, haverá um reajuste temporário de 6,5% nos preços, a ser aplicado nas viagens a partir da próxima semana. O aumento também visa ajudar os motoristas a lidar com o pico de alta em seus custos operacionais. Como sempre, os usuários poderão conferir no app as modalidades disponíveis e o preço exato antes de pedir uma viagem.

Concomitante a essas medidas, é importante frisar que a Uber foi a primeira e atualmente é a única plataforma que oferece a seus parceiros, em todo o país, a possibilidade de ter desconto no combustível. Pagando com o Cartão Uber no app abastece-aí, o motorista parceiro tem 4% de cashback em cada abastecimento.

A empresa continuará monitorando as condições do mercado nas próximas semanas para reavaliar as iniciativas.

99

A 99, mantendo seu compromisso em cuidar de seus parceiros, passará a oferecer uma compensação financeira pela nova escalada no valor dos combustíveis. O objetivo é anular o último aumento anunciado para o litro da gasolina e por isso reajusta em 5% o km rodado no ganho do motorista de todo o país. Este acréscimo já está em vigor em todas as 1.600 cidades onde a empresa opera no País. Sabemos que cada km conta. A empresa avalia constantemente o cenário de acordo com os desdobramentos externos e reforça que não haverá aumento para os passageiros nesse momento.

Paralelamente, a plataforma está testando uma solução de subsídio para acompanhar automaticamente as flutuações dos combustíveis, tanto para cima quanto para baixo. Após os testes, o novo recurso teria o potencial de trazer ainda mais transparência e segurança aos parceiros.

Para a 99, o motorista parceiro é o combustível que permite um transporte de qualidade, eficiente e financeiramente acessível para todos, hoje e no futuro. Por isso, sai mais uma vez na frente com esse subsídio. No ano passado, a 99 foi a primeira a anunciar um reajuste entre 10% a 25% nos ganhos de seus motoristas parceiros.

Além desse reajuste, o pacote Mais Ganhos 99, com medidas como o Taxa Zero que oferece aos condutores 100% do valor das corridas em períodos e cidades específicas, além de mais ganhos com o recebimento por taxa de congestionamento, e taxa de deslocamento continuam vigentes. Há, inclusive, casos em que é empregada a taxa negativa, ou seja, o valor repassado ao motorista é maior que o pago pelo passageiro e esta diferença é custeada pela empresa para democratizar o acesso das pessoas.

A 99 acredita que cada quilômetro rodado importa para quem dirige e investe na transparência com os parceiros com um link exclusivo com informações das tarifas e valores das corridas.

Cadastre-se na IMpulso e receba semanalmente um resumo das notícias que mexem com o seu bolso — de um jeito fácil de entender:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.
Compartilhe