Em minhas-financas / turismo

Mesmo sem voos, porto espacial da Virgin Galactic já tem caviar

Mais de 600 pessoas já pagaram US$ 250.000 para viajar no espaço por 90 minutos

(Bloomberg) -- Champanhe, caviar e atum grelhado estarão no cardápio dos aspirantes a astronauta da Virgin Galactic quando chegarem à nova sede da empresa na paisagem desértica do Novo México, nos EUA.

Enquanto eles avistam as montanhas, um barista servirá xícaras de café, acompanhadas de variadas modalidades de leite, incluindo leite de aveia, naturalmente.

Quanto aos voos, ninguém diz quando começam. Executivos da Virgin Galactic convidaram jornalistas a visitar a elegante sede nova e o centro de atendimento a clientes nesta semana, declarando que o local está “operacionalmente pronto” para o turismo espacial.

Após 15 anos de luta, incluindo um acidente fatal e a remodelagem de uma nave espacial, profissionais da empresa estavam radiantes.

“O problema da história é que não é compreendida enquanto acontece, mas estamos aqui e está acontecendo: o lançamento dos voos espaciais comerciais”, disse George Whitesides, principal executivo da Virgin Galactic.

A empresa se recusou a informar quando será dada a largada aos voos comerciais após anos de prognósticos equivocados pelo fundador da VirginGroup, Richard Branson, que quer ser um dos primeiros a voar. Desde dezembro, a Virgin completou dois voos-teste no espaço e planeja outros voos a partir da nova base operacional.

O complexo de US$ 200 milhões foi projetado pelo escritório britânico de arquitetura Foster + Partners. A parte externa estava pronta há anos, mas o interior só foi concluído recentemente.

O design da área interna reflete a abordagem pessoal da Virgin e de Branson à hospitalidade. Tons de terra e tecidos calorosos no piso térreo (batizado Gaia) dão lugar a uma “sensação clínica, mais leve” no andar de cima (Cirrus), explicou o arquiteto-chefe da companhia, Jeremy Brown.

O segundo piso tem espaço para socialização e refeições dos funcionários e para controle de missões. O terceiro andar abrigará o “lounge do astronauta”, obra que termina no início do ano que vem. Uma das obrigações da missão, segundo o presidente Michael Moses, será “notificar o momento de gelar champagne” para quem chega do voo.

Antes do brinde, os clientes serão treinados durante três dias para lidar com as forças de gravidade e para aprender a se locomover nesse ambiente. Os lançamentos acontecerão na manhã do quarto dia.

Mas nem os astronautas escapam da longa viagem em terra. O porto espacial fica a 90 quilômetros de Las Cruces. Os passageiros se hospedarão no Hotel Encanto de Las Cruces. O grupo procura maneiras de atrair um resort de luxo para mais perto, disse o diretor comercial da Virgin Galactic, Stephen Attenborough.

Também é possível que um novo resort receba a marca Virgin Limited Edition, dada pela divisão da Virgin que opera sete resorts de luxo, incluindo Necker Island, no Caribe, onde Branson é figura carimbada.

Mais de 600 pessoas de 60 países pagaram US$ 250.000 para viajar no espaço por 90 minutos. Para conter a lista de espera, a Virgin não aceita mais reservas até que os voos comerciais comecem.

Com a expansão da frota, aumenta o cronograma de voos e o número de pilotos. As decolagens não acontecerão todo dia, segundo Attenborough, mas “com certeza com muita frequência”.

Invista para realizar seus sonhos: abra uma conta gratuita na XP!

 

Contato