Em minhas-financas / turismo

Aviões poderiam voar sem piloto hoje mesmo, diz Airbus

As barreiras para colocar essas aeronaves para voar são humanas, e não mais tecnológicas  

cockpit airbus a330
(divulgação)

SÃO PAULO – Em um momento delicado do setor aéreo, a fabricante de aeronaves Airbus decidiu tocar em um assunto polêmico: voos comerciais sem pilotos, com tecnologia autônoma.

Christian Scherer, diretor comercial da Airbus, disse à Associated Press que a tecnologia para aeronaves autônomas está pronta para ser lançada hoje. O problema reside em um fator essencial: confiança.

Durante a feira Paris Airshow, um dos eventos mais importantes do setor, o executivo disse aos jornalistas que o lançamento desse tipo de aeronave já “não é uma questão de tecnologia”, e sim “de interação com os reguladores, a percepção do público viajante”.

“Quando poderemos introduzir isso [a tecnologia autônoma] em uma aeronave comercial de grande porte? É uma questão que estamos discutindo com reguladores e clientes, mas no que diz respeito à tecnologia, não vemos amarras”, garantiu Scherer, sem explicar o funcionamento desse sistema em detalhes.

Atualmente, todas as aeronaves comerciais são pilotadas por seres humanos, ainda que haja muita automação envolvida. Ao longo de uma viagem aérea, boa parte do trajeto – incluindo algumas aterrissagens - utiliza sistemas sofisticados de piloto automático.

Particularmente agora, apresentar essa possibilidade parece muito distante, considerando as discussões iniciadas após as duas quedas de aeronaves Boeing 737 MAX por um defeito no sistema de bordo.

Nos dois casos, um em novembro e outro em março, o comportamento do sistema automático MCAS foi considerado o motivo do descontrole da aeronave. A Boeing disse que os pilotos não tiveram culpa. Todos os passageiros e tripulação dos voos morreram, totalizando 346 pessoas. Desde março, aviões do modelo estão proibidos de voar. 

Proteja seu patrimônio: invista. Abra uma conta gratuita na XP. 

 

Contato