Em minhas-financas / turismo

Passagens aéreas para o Réveillon: como pagar menos mesmo de última hora

Eduardo Martins, diretor geral do buscador de preços Viajala.com.br, aponta o que é necessário para encontrar os preços mais baixos

Passaporte - Passagem aérea
(Shutterstock.com)

SÃO PAULO – A pouco mais de três semanas do Réveillon, uma das datas em que o brasileiro mais busca viajar, há quem não tenha programado ou se planejado para uma viagem e, de última hora, busca passagens aéreas para antes da virada do ano – e, claro, se depara com preços altíssimos.

Não é segredo que os melhores preços para passagens aéreas neste período já não existem: normalmente, eles são encontrados meses antes. Mas, segundo Eduardo Martins, diretor nacional do buscados de preços Viajala.com.br, mesmo tão em cima da hora é possível encontrar preços mais baixos que a média.

Para isso, é preciso “seguir” três passos que aumentam as chances de pagar menos na passagem, todos descobertos a partir de dados obtidos pelo site. A seguir, confira quais são.

Não deixe para depois da segunda semana do mês
Uma pesquisa do Viajala de 2017 aponta que a segunda semana do mês de dezembro foi a que apresentou menor tendência de alta no preço das passagens para o ano novo, de cerca de 2%; a partir da terceira semana, os preços subiam mais de 15%. O teste foi feito com passagens partindo de São Paulo com destino a cidades do nordeste.

Eduardo ainda completa que “como a demanda é muito alta, as promoções de última hora são raríssimas nessa época” e que não vale a pena “esperar demais.

Tente viajar na data exata
Também segundo uma pesquisa do site, viajar no dia 31 de dezembro, véspera de Réveillon, custa 30% menos do que nos dias próximos. O mesmo vale para o Natal: viajar no dia 24 de dezembro, véspera, custa 20% menos.

“O ano-novo é celebrado na noite do dia 31 e muita gente já volta para casa no dia 01 de janeiro, para trabalhar no dia 02. Como a demanda para o dia 31 é menor, isso se reflete no preço”, apontou Martins.

A pesquisa foi realizada ainda este ano, entre os meses de outubro e novembro, para passagens entre cidades do Sudeste e Nordeste.

Seja flexível
A regra vale para todos os meses do ano, mas é ainda mais importante no mês de janeiro, quando a demanda é muito maior que a média dos demais meses. Por isso, ter flexibilidade de horários, destinos e até datas de viagem ajuda a encontrar as tarifas mais baixas.

“É um mês inteiro de preços lá em cima devido a altíssima temporada de viagens, mas eles tendem a baixar um pouco a partir da primeira semana, conforme o ano novo fica para trás”, explica o diretor do Viajala. Portanto, o jeito é emendar a virada do ano com as férias ou folgas e evitar voltar antes da segunda semana de janeiro.

Invista seu dinheiro com a melhor corretora do Brasil: abra sua conta com taxa ZERO na XP Investimentos!  

 

Contato