Em minhas-financas / turismo

Ryanair diminui taxas para despacho de bagagem e quer agilizar embarque

As mudanças entram em vigor a partir de novembro nos portões de embarque e são válidas para compras feitas a partir do mês que vem

Ryanair
(Commons/Wikipedia)

SÃO PAULO - A companhia aérea low-cost Ryanair anunciou na última semana que fará algumas alterações em sua política de bagagens para diminuir o custo de despacho e evitar atrasos em seus voos. 

De acordo com a empresa irlandesa, a partir de novembro os passageiros poderão pagar o valor de oito euros para despachar uma mala de 10 kg - atualmente o valor é de 25 euros por uma mala de 20 kg. A opção também estará disponível para compras feitas a partir de setembro. 

Com as mudanças, passageiros "prioridade" podem continuar levando duas malas de mão (uma de 10 kg e outra pequena), mas passageiros que não pagam pelo embarque prioridade poderão levar apenas uma mala de mão pequena consigo no avião. Se o passageiro quiser comprar uma segunda mala, ele poderá optar pelo despacho de uma mala de 10 kg por oito euros. 

De acordo com a empresa, cerca de 60% dos passageiros não serão afetados por essas mudanças. "Esperamos que os 40% restantes irão optar pelo embarque prioritário (que custa 6 euros), pelo despacho de uma mala de 10 kg ou então por viajar apenas com uma mala pequena gratuita, como 30% dos clientes já fazem atualmente", afirma a Ryanair. 

Quer investir melhor o seu dinheiro? Abra uma conta na XP

Contato