Conteúdo editorial apoiado por

Susep autoriza insurtech 180º Seguros a operar como seguradora

Primeiro produto será um seguro residencial com coberturas para equipamentos de home office e proteção para placas solares

Jamille Niero

Franco Lamping e Mauro Levi D’Ancona, fundadores da 180º Seguros (Foto: Divulgação)

Publicidade

A insurtech 180º Seguros recebeu autorização da Susep (Superintendência de Seguros Privados) para operar como seguradora e pode, a partir de agora, emitir qualquer tipo de seguro em todo território nacional.

A companhia, que atua no modelo B2B2C, promete apoiar empresas no desenvolvimento de programas completos de seguros, passando por um processo de entendimento do negócio, estudo da base de clientes e fluxos de contratação.

O primeiro produto anunciado, 100% construído internamente, será um seguro residencial com coberturas que incluem equipamentos utilizados para home office e proteção para placas solares, que poderão ser escolhidas pelo parceiro comercial.

Masterclass

O Poder da Renda Fixa Turbo

Aprenda na prática como aumentar o seu patrimônio com rentabilidade, simplicidade e segurança (e ainda ganhe 02 presentes do InfoMoney)

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

“Queremos transformar o setor não só pelo nosso modelo de negócio e estratégia de embedded insurance, como também pela proposta de valor que entregamos aos nossos parceiros e segurados”, explica Mauro Levi D’Ancona, fundador e CEO da 180º Seguros.

A obtenção da licença do órgão regulador do mercado de seguros vem um ano após o aporte Série A de R$ 177 milhões (US$ 31,4 milhões), liderado pelo fundo norte-americano 8VC com a participação de Dragoneer, Monashees, Atlantico, Quartz, e Norte. A rodada foi um dos maiores investimentos Série A já recebidos por uma insurtech na América Latina.

A companhia, que anunciou recentemente produtos em parceria com Recargapay e Solfácil, informa que já conta com cinco parceiros contratados que devem ser anunciados nos primeiros meses de operação da seguradora.

“Ao operar como seguradora, teremos ainda mais autonomia para desenvolver, gerir e oferecer soluções personalizadas e flexíveis”, finaliza o CEO.

Jamille Niero

Jornalista especializada no mercado de seguros, previdência complementar, capitalização e saúde suplementar, com passagem por mídia segmentada e comunicação corporativa.