Cheques

Sudeste registra aumento na inadimplência com cheques, diz Telecheque

Valor médio dos cheques utilizados nas compras ficou em R$ 349,84

Por  Luiza Belloni Veronesi

SÃO PAULO – Em janeiro de 2013, a região Sudeste registrou um aumento mensal no nível de inadimplência com cheques. Segundo informações da Telecheque divulgadas nesta segunda-feira (25), do valor total de cheques circulados no mês, 3,35% ficaram inadimplentes, enquanto que em dezembro de 2012, essa quantia foi de 2,38%.

Já na comparação com janeiro de 2012, ocorreu crescimento de 16,32%, pois naquele mês a inadimplência na região Sudeste havia sido de 2,88%.

A falta de fundos continua sendo a principal causa de inadimplência, representando 72% dos valores em cheques não liquidados no mês de janeiro. Os outros fatores são: cheques sustados (8,7%), roubados ou extraviados (5,4%), fraudados (2%) e outros motivos (12%).

Regiões
De acordo com a Telecheque, na análise entre as regiões, no primeiro mês do ano, o Sudeste ocupou a 2ª posição. A região Norte ficou em 1º lugar, com 4,62% de cheques não liquidados; o Nordeste está em 3º, com 3,22% e o Centro-Oeste em 4º, com 3,13%. A região Sul está em último lugar, com apenas 2,67% de inadimplência.

Valor médio dos cheques
A pesquisa ainda aponta que o valor médio dos cheques utilizados na região Sudeste, em janeiro, ficou em R$ 349,84: uma queda de 1,05% quando comparada a dezembro do ano passado, que era de R$ 353,55. Mas na comparação com janeiro de 2012 (R$ 289,08) a alta no valor médio dos cheques é de 21,02%.

Compartilhe