Braços cruzados

Servidores do Tesouro Nacional param atividades nesta sexta por reajuste salarial

Categoria engrossa pressão contra governo Bolsonaro por mesmo aumento na folha de pagamento prometido aos policiais

Por  Equipe InfoMoney -

Servidores do Tesouro Nacional vão paralisar as atividades nesta sexta-feira (25) e nada vai funcionar hoje na secretaria ligada ao Ministério da Economia, segundo a Unacon Sindical (sindicato que representa auditores e técnicos federais de Finanças e Controle).

Os funcionários do Tesouro começaram, na quinta-feira (24), uma “operação-padrão” e a desistir formalmente das funções de substituições (na prática, secretários, subsecretários e coordenadores ficarão sem seus substitutos).

As ações fazem parte da pressão dos servidores por reajuste salarial e foi aprovada em assembleia na terça-feira (22). Uma nova deliberação sobre os caminhos da greve está marcada para a próxima terça (29).

A Unacon, que representa também os servidores da CGU (Controladoria-Geral da União), diz que os salários estão congelados há mais de três anos e que o valor real da remuneração dos auditores e técnicos federais de Finanças (STN) e Controle (CGU) é o menor dos últimos 15 anos.

Assim como os servidores do INSS, que iniciaram greve na quarta, e os do Banco Central, que têm feito paralisações diárias que já afetam a divulgação de indicadores, os funcionários do Tesouro criticam o reajuste anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro apenas às categorias da segurança pública (apesar do anúncio, ele ainda não foi concedido).

“A decisão coletiva é de intensificação da mobilização contra a política salarial discriminatória do governo federal, que considera sagrados poucos e desconsidera quase todos”, afirma o presidente do Unacon Sindical, Bráulio Cerqueira.

“Os servidores do Tesouro Nacional não aceitam falta de isonomia, não aceitam o aprofundamento das assimetrias remuneratórias entre carreiras de Estado e precisam, como outros trabalhadores, reverter a corrosão salarial provocada pela inflação em alta”, diz Cerqueira.

* Com informações da Agência Estado.

9 formas de transformar o seu Imposto de Renda em dinheiro: um eBook gratuito te mostra como – acesse aqui!

Compartilhe