Tesouros guardados

Ricos de todo mundo buscam proteção à moda antiga

Com ameaça de recessão global e taxas de juros negativas, demanda por cofres aumenta

arrow_forwardMais sobre
cofre ouro dinheiro tesouro
(Shutterstock)

(Bloomberg) — A poucas quadras da Grosvenor Square, no bairro londrino de Mayfair, a 46 Park Lane lembra um clube privado com painéis de madeira e uma lareira ornamentada que remonta à era vitoriana da Grã-Bretanha.

Mas, ao descer um lance de escadas, encontra-se um dos lugares mais seguros de Londres. Construída pela IBV International Vaults, a fortaleza com paredes de aço deve ser inaugurada no próximo mês para atender bilionários à procura de um lugar para guardar seus pertences mais valiosos.

“Recebemos ligações todas as semanas sobre um cômodo disponível por 2,5 milhões de libras (US$ 3,2 milhões) ao ano”, disse Sean Hoey, diretor-gerente da IBV London, referindo-se a um espaço do tamanho de um apartamento.

PUBLICIDADE

A empresa, que também tem 550 cofres no local e espaço para mais 450, aposta na reputação de Londres como um “porto seguro”, mesmo com o Brexit.

Esta será a sexta unidade da IBV e dificilmente será a única empresa desse tipo a responder às demandas dos mais abastados. De Londres à Suíça e partes dos EUA, os ricos buscam proteger metais preciosos, dinheiro e criptomoedas.

Para alguns, é a ameaça de uma recessão global. Outros evitam depósitos bancários, pois as taxas de juros negativas obrigam bancos a cobrar para manter o dinheiro nas contas. Muitos estão preocupados com desastres naturais.

“Vimos uma demanda extraordinária por cofres desde que começamos a oferecê-los em 2015, e essa demanda realmente aumentou desde o final do verão”, no hemisfério norte, disse Ludwig Karl, porta-voz da Swiss Gold Safe Ltd., que opera em cofres de alta segurança. “A maioria das pessoas diz que está se preparando para situações econômicas difíceis.”

Proteja seu patrimônio das incertezas: abra uma conta de investimentos na XP – é de graça!

©2019 Bloomberg L.P.