Resultados da Itausa têm forte expansão, com lucro líquido 37% superior a 2004

Holding controladora do banco Itaú anunciou nesta terça-feira seus resultados referentes ao primeiro trimestre de 2005

Por  Equipe InfoMoney

SÃO PAULO – Dando continuidade à safra de resultados corporativos, a Itaúsa Investimentos, holding que controla o Banco Itaú, a Itaú Seguros Previdência e Capitalização, além de outras empresas, como a Elekeiroz, Duratex e Itautec, anunciou nesta terça-feira, dia 10 de maio, seus resultados referentes aos primeiros três meses de 2005.

O conglomerado Itaúsa apurou um lucro líquido de R$ 1,3 bilhão entre janeiro e março deste ano, resultado 37% superior ao obtido no mesmo período do ano anterior, que ficou em R$ 957 milhões. Já a rentabilidade anualizada sobre o patrimônio líquido foi de 32,55%, acima dos 27,34% registrados no primeiro trimestre de 2004.

Área financeira impulsiona resultado

Como já era de se esperar, a maior contribuição para os resultados da holding ficou com a área financeira e de seguros, que mostrou forte lucro no período. Nos primeiros três meses de 2005, o lucro consolidado do Banco Itaú atingiu R$ 1,14 bilhão, contra R$ 876 milhões em igual período do ano anterior, um aumento de 30%.

Vale ressaltar que o resultado foi obtido após amortização do ágio, devido à associação com as Lojas Americanas, no valor de R$ 200 milhões. Além disso, a expansão da carteira de crédito também colaborou com os resultados, com expansão de 27,4% em relação a 2004, 62,7% no segmento de pessoa física.

Além disso, como o patrimônio líquido do Banco Itaú cresceu em proporção ligeiramente inferior à do lucro líquido nesta mesma comparação, passando de R$ 12,5 bilhões para R$ 14,63 bilhões, a rentabilidade anualizada registrou um aumento de 31,2% para 35,05% nos primeiros três meses de 2005.

Já a Itaú Seguros, Previdência e Capitalização obteve lucro líquido de R$ 175,4 milhões, uma queda de 12,3% em relação aos ganhos de R$ 200 milhões registrados nos primeiros três meses de 2004. A rentabilidade anualizada do segmento, acompanhou a tendência dos lucros e passou de 30,43% para 24,7% entre janeiro e março de 2005, reflexo do volume menor de lucros.

Duratex lidera ganhos na área industrial

A área industrial também apresentou expressivo aumento nos lucros, e o maior rendimento ficou com a Duratex, que apurou ganhos de R$ 40 milhões nos primeiros três meses deste ano, mais que o triplo do lucro de R$ 11,3 milhões registrado em igual período do ano anterior. A rentabilidade anualizada da Duratex disparou, passando de 5% para 16,9% no período.

Já o lucro da Elekeiroz subiu de R$ 10,7 milhões para R$ 15,4 milhões no mesmo período, com sua rentabilidade anualizada sobre o patrimônio líquido passando de 18,6% para 22%, enquanto a Itautec Philco registrou lucro de R$ 10,6 milhões, contra ganho de R$ 5,95 milhões nos primeiros três meses de 2003.

Papéis da Itaúsa fecham em queda

Com os investidores analisando os resultados, a ações preferenciais da Itaúsa (ITSA4) encerram em queda de 2,75%, cotadas a R$ 4,95. No ano, as ações da holding acumulam alta de 8,38%, frente à desvalorização de 5,47% do Ibovespa no mesmo período.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Compartilhe