Radar: comece o pregão sabendo as novidades do cenário corporativo

Manhã começa lenta no mercado doméstico, com agenda tranquila; Petrobras anuncia novas descobertas na Bacia de Santos

SÃO PAULO – Tendo iniciado a manhã no positivo, os mercados acionários internacionais reduziram o otimismo, com os futuros de Wall Street oscilando entre leves altas e baixas, enquanto as bolsas europeias mantêm o movimento de alta. Fazendo frente à melhor percepção da economia está a tensão em torno dos indicadores do mercado de trabalho e imobiliário dos Estados Unidos.

Por aqui, o sentimento é mais negativo e o Ibovespa futuro recua 0,12%, em uma manhã lenta tanto na esfera econômica quanto na corporativa. Entretanto, vale ressaltar a nova máxima histórica de número de negócios atingida pelo segmento Bovespa na última sessão.

Somando o pregão regular e o after-market, a BM&F Bovespa informou que foram realizadas 494.430 transações, superando as 444.351 registradas no fechamento de 15 de julho deste ano. O volume financeiro foi de R$ 7,092 bilhões.

PUBLICIDADE

Blue chips

Após serem definidos os presidentes e relatores das comissões especiais que vão analisar os projetos relacionados à exploração da camada pré-sal, a Petrobras (PETR3, PETR4) entra em foco com duas novas descobertas de indícios de petróleo, no bloco BM-S-7, situado na Bacia de Santos.

A Vale (VALE5) também entra em destaque, embora indiretamente. Ressaltando a recuperação da economia, a siderúrgica japonesa Nippon Steel anunciou que irá reativar uma das plantas que tiveram operações interrompidas devido à crise, o que pode impulsionar o setor de mineração por aqui.

Meios de pagamento

A VisaNet (VNET3) confirmou as notícias de que o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) vetou a medida preventiva da SDE (Secretaria de Direito Econômico) que suspendia o contrato de exclusividade entre a empresa e a bandeira Visa.

Em nota, a companhia informou que serão “mantidas as anteriores condições pactuadas entre a companhia e a Visa International, inclusive o prazo para a prestação de serviços como única adquirente da bandeira, cuja data de término contratualmente prevista continuará sendo em 30 de junho de 2010”. As ações da empresa subiram mais de 6% no último pregão devido à notícia.

Ratings

A agência de classificação de risco Moody’s anunciou novidades em relação aos ratings de empresas brasileiras. Mesmo com a aquisição da Seara Alimentos, a instituição afirmou que não irá alterar imediatamente o rating “B1” da Marfrig (MRFG3) ou sua perspectiva negativa. Entretanto, há a possibilidade de ocorrerem mudanças no futuro.

Já em relação à NET (NETC4), a Moody’s informou a elevação do rating de crédito corporativo em escala global de “Ba2” para “Ba1” e em escala nacional de “Aa3.br” para “Aa2.br”. A justificativa da ação de rating foi a resiliência da empresa diante da desaceleração da economia brasileira.

PUBLICIDADE

Emissões

A ALL (ALLL11) irá convocar uma assembleia geral para apreciar a proposta de emissão privada de debêntures conversíveis em Units ou em ações.

Por fim, a Multiplan (MULT3) inicia nesta sessão o prazo de reservas das ações no âmbito de sua oferta prioritária, destinada exclusivamente aos atuais acionistas da empresa. O período termina na próxima sexta-feira (18).