Radar: acompanhe algumas das principais oscilações na bolsa nesta quinta-feira

Agenda positiva dos EUA é ofuscada pela onda de notícias negativas na esfera corporativa e índices operam em queda

SÃO PAULO – Os principais mercados acionários ampliam suas perdas durante a tarde desta quinta-feira (19), com o Ibovespa reportando queda de 1,37%. Dados positivos da economia norte-americana não foram suficientes para superar a enxurrada de eventos negativos na esfera corporativa.

Enquanto Danone e Sony reduziram suas perspectivas de resultado para os próximos anos, o Bank of America cortou a recomendação dada a diversas ações de empresas do setor de tecnologia dos EUA, contribuindo para o forte declínio visto no índice Nasdaq, que concentra os papéis deste setor.

Acompanhando o dia de aversão ao risco por parte dos investidores, o mercado de commodities opera predominantemente em queda, pesando sobre papéis de empresas ligadas à produção de matérias-primas, como petrolíferas e mineradoras.

PUBLICIDADE

A agenda de indicadores, no entanto, perdeu o viés negativo visto nas últimas sessões. No mercado de trabalho, o Initial Claims trouxe um número de pedidos de auxílio-desemprego em linha com a expectativa de mercado, ao passo que o Philadelphia Fed Index, que mede a atividade industrial na região, ficou acima do esperado pelos analistas.

Amil e Medial

Movimentando o setor de saúde brasileiro, a Medial Saúde (MEDI3) informou que foi adquirida pela Amil (AMIL3), em uma operação de cerca de R$ 612,5 milhões. Em resposta, as ações da compradora disparam mais de 11,5% no pregão, ao passo que os papéis da empresa adquirida sobem mais de 12%.

Vale

A Vale (VALE5) é quem ocupa o lugar de destaque no noticiário corporativo doméstico desta quinta-feira, véspera de feriado para os brasileiros. A companhia anunciou que pretende iniciar as negociações para o reajuste dos contratos de minério de ferro de 2010 a 2011 ainda este mês. Os papéis da mineradora operam com desvalorização de 0,87%.

Segundo declarações dadas pelo diretor Renato Neves, a empresa aposta em uma recuperação do mercado da commodity e, por isso, vem operando a níveis próximos da totalidade de sua capacidade instalada. Além disso, a Vale também espera para 2010 e 2011 a entrega de 16 novos navios, que “ajudarão a reduzir custos de transporte do Brasil para a China”.

Estreia da Direcional

Sendo negociada pela primeira vez nesta quinta-feira, as ações da Direcional Engenharia (DIRR3) operam com valorização de 1,05%, contrapondo ao desempenho negativo do Ibovespa. Na última terça-feira, foi concluído o procedimento de bookbuilding das ações ordinárias da empresa, sendo precificadas a R$ 10,50, ponto médio das estimativas dos coordenadores da oferta (de R$ 10,00 a R$ 11,00).

Captação de recursos

Outras empresas de peso também marcam presença no noticiário interno, como a Gerdau (GGBR4). Na noite da última quarta-feira, a siderúrgica anunciou a emissão de US$ 1,25 bilhão em títulos com vencimento em 2020, cujos recursos originados serão utilizados para pagar dívidas de curto e médio prazo. Seus papéis registram queda de 1,75%.

PUBLICIDADE

Outra empresa que procura recursos adicionais é a Oi (TNLP4), que ao invés da emissão de títulos, recorre ao BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social): a companhia conseguiu um financiamento de R$ 4,4 bilhões junto ao banco, que deverá auxiliar seu plano de expansão de R$ 12,3 bilhões. Neste pregão, as ações ligadas à companhia de telecomunicações operam com queda de 1,46%.

Resultados

Na agenda de resultados, o grupo Randon (RAPT4) divulgou nesta manhã os dados preliminares de seu resultado operacional em outubro, reportando uma receita líquida consolidada de R$ 240,7 milhões, 25,8% menor que a contabilizada no mesmo mês do ano passado. Os papéis apresentam variação negativa de 1,32%.

Oferta de ações

A quinta-feira também marca o fim do prazo de reserva a investidores de varejo dos papéis da Energia do Brasil (ENBR3) no âmbito de sua oferta secundária. Um montante inicial de 14,09 milhões de papéis será ofertado no Brasil, lembrando que a companhia pode ainda exercer as opções de lote suplementar. Seus papéis recuam 2,73%.