IMpulso

R$ 8 bilhões perdidos nos bancos, a live vista por meio milhão de pessoas e outros números da semana

Os seis números que fizeram a diferença esta semana incluem os R$ 8 bilhões perdidos sob a posse de instituições financeiras. Entenda

Por  Mariana Amaro -

R$ 8 bilhões perdidos 

O Banco Central lançou nesta segunda-feira (24) uma ferramenta que “caça” um dinheiro que é seu e você nem sabia que existia. Pois é! O BC informou que existem R$ 8 bilhões “perdidos” sob a posse de instituições financeiras que precisam ser devolvidos. Para descobrir se você tem um valor a receber, acesse essa matéria com o mapa da mina, ops, o passo a passo.

40 salários mínimos 

Quem tem o sonho de um carro zero quilômetro vai precisar desembolsar 40 salários mínimos para sair dirigindo por aí. Mas não foi sempre assim: quatro anos atrás, 28 salários mínimos eram suficientes para comprar um automóvel. Enquanto o preço de um zero quilômetro aumentou 83%, o salário, ó, cresceu só 27% no mesmo período.

Quase 0

O Fundo Monetário Internacional (FMI) derrubou suas previsões de crescimento para o Produto Interno Bruto brasileiro em 2022. Fomos de uma previsão de crescimento de 1,5% para uma previsão de crescimento de 0,3%. Dentre as 15 grandes economias que tiveram revisão no PIB, o Brasil “sofreu” a maior queda e foi o único a ficar abaixo da taxa de 1% de crescimento.  

10 dias

O Ministério da Saúde publicou na terça-feira (25) uma portaria diminuindo de 15 para 10 dias o prazo de afastamento dos trabalhadores com casos confirmados de Covid-19. O texto diz ainda que o período pode ser reduzido para 7 dias caso o funcionário apresente resultado negativo em teste.

Meio milhão de pessoas

545 mil pessoas acompanharam, ao vivo, o streamer Casimiro no pré-lançamento exclusivo da série da Netflix sobre o jogador Neymar, na Twitch TV. O próprio jogador chegou a aparecer na live, que superou o recorde anterior de 511 mil no ao vivo que, olha só, também era do Casimiro.

3 anos da tragédia

O rompimento da barragem da mineradora Vale em Brumadinho, em Minas Gerais, que deixou 270 vítimas fatais, completou três anos na terça-feira (25). A companhia informou que faz investimentos para descaracterização de barragens e planeja desembolsos de R$ 9 bilhões para reparações este ano. Uma reportagem completa no InfoMoney traz mais detalhes.


Esta seção faz parte da newsletter IMpulso, a resenha semanal do que importa para o seu bolso. A IMpulso é enviada todas as quintas-feiras, pela manhã. Inscreva-se grátis para receber o conteúdo.

Cadastre-se na IMpulso e receba semanalmente um resumo das notícias que mexem com o seu bolso — de um jeito fácil de entender:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.
Compartilhe