Em minhas-financas / precos

São Lourenço da Serra decreta calamidade pública por greve dos caminhoneiros

Aulas estão suspensas nas escolas municipais até que a Régis Bittencourt seja liberada

Greve caminhoneiros
(Marcelo Pinto/APlateia)

SÃO PAULO - A Prefeitura de São Lourenço da Serra, na Grande São Paulo, decretou nesta quinta-feira (24) estado de calamidade pública devido à greve dos caminhoneiros, que bloqueia a Régis Bittencourt. A rodovia é um dos principais acessos da cidade e está entre os locais mais afetados pela paralisação. 

Com o decreto, as aulas nas escolas municipais ficam suspensas a partir de hoje. Ficam mantidos obrigatoriamente apenas serviços de urência, como pronto-socorro municipal.

Há apenas dois postos de combustível na cidade, ambos sem gasolina - mas os ônibus seguem em funcionamento por enquanto. O decreto também permite a compra emergencial de combustível sem necessidade de licitação. 

"A estratégia é manter e racionar o pouco combustível que ainda resta para abastecer as ambulâncias do pronto atendimento, minimizando o prejuízo aos munícipes", escreveu a Prefeitura em comunicado.

Nesta manhã, caminhoneiros anunciaram que só retomarão as atividades e liberarão as vias quando a lei que determina isenção de PIS/Cofins no combustível seja publicada no Diário Oficial. 

Confira os serviços afetados pela paralisação nesta quinta. 

 

Contato