Em minhas-financas / precos

Greve: Polícia reduz patrulhamento em São Paulo para economizar combustível, diz jornal

Viaturas passarão mais tempo estacionadas, de acordo com a Folha de São Paulo

medidor de combustível
(Thinkstock)

SÃO PAULO - A Polícia Militar de São Paulo decidiu implementar operação especial para economizar combustível com a greve dos caminhoneiros.

De acordo com a Folha de São Paulo, as viaturas passarão mais tempo estacionadas: 30 minutos para cada 30 minutos de ronda. Normalmente, o veículo da PM fica 20 minutos parado para cada 40 rodando. 

Todos os serviços burocráticos sem urgência também serão suspensos até segunda ordem, como forma de garantir que o uso do combustível seja destinado às patrulhas. 

Os postos de gasolina de São Paulo podem ficar sem combustível nesta sexta-feira (25), de acordo com o sindicato do setor. Carros da PM são abastecidos em postos comuns, mas possuem estoques emergenciais em unidades específicas.

A paralisação dos caminhoneiros já dura 4 dias. Nesta manhã, a Abcam, associação da categoria, afirmou que só retomará as atividades quando a lei que isenta combustível de PIS/Cofins for publicada no Diário Oficial da União. 

Confira todos os serviços paralisados ou prejudicados pela greve aqui.

 

Contato