Em minhas-financas / precos

Cesta básica paulistana registrou alta de 10,67% em 2014, revela Procon-SP

Apesar do aumento maior no segmento de Limpeza, como os alimentos possuem o maior peso da cesta Básica, a alta no grupo contribuiu com 8,79 pontos porcentuais no cálculo da taxa anual

Cesta Básica

O valor cesta básica paulistana subiu 10,67% no ano passado, na comparação com 2013. De acordo com pesquisa da Fundação Procon-SP, feita em convênio com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o preço médio do conjunto de itens essenciais passou de R$ 382,08 em dezembro de 2013 para R$ 422,84 no penúltimo dia do ano passado.

 

A pesquisa mostrou ainda que os três grupos avaliados apresentaram alta nos preços no ano passado, com destaque para o grupo Limpeza, que teve alta de 12,20%. Na sequência aparece Alimentação, com acréscimo de 10,78%. Por fim, o grupo Limpeza e Higiene foi o que teve o menor aumento: 7,90%.

 

Apesar do aumento maior no segmento de Limpeza, como os alimentos possuem o maior peso da cesta Básica, a alta no grupo contribuiu com 8,79 pontos porcentuais no cálculo da taxa anual. Dos 22 produtos alimentícios, segundo o Dieese, 17 tiveram variação positiva e cinco acusaram deflação.

 

Das cinco maiores taxas aferidas, apenas o papel higiênico (20,87%) não faz parte do grupo Alimentação. Batata (68,24%), cebola (37,63%), carne de 2ª (25,91%) e carne de 1ª (16,81%) completam a lista de maiores reajustes.

 

Contato