Em minhas-financas / precos

Páscoa: aproveite a data para praticar o consumo consciente

Uma lista de itens ou uma mudança no cardápio podem tornar o almoço de Páscoa saboroso, econômico e sustentável

SÃO PAULO - No próximo final de semana, será comemorada a Páscoa, período em que os brasileiros vão às compras de ovos de chocolate e de alimentos típicos do almoço que comemora a data.

Porém, nesta semana, os consumidores são chamados a ter mais atenção com o consumo e, principalmente, o que ele pode causar ao meio ambiente, com o fim da distribuição gratuita de sacolas plásticas nos supermercados em São Paulo, já que a embalagem leva, em média, 300 anos para se decompor.

Compras
Mas como levar o consumo consciente para os produtos comprados no supermercado? Simples: basta seguir algumas dicas preparadas pelo Instituto Akatu e começar a praticá-las nesta Páscoa:

1. Faça uma lista antes de comprar: em média, um terço de todo alimento comprado vai para o lixo, pois tudo que é comprado a mais estraga. Em um ano, cada família brasileira acumula um desperdício de 255,5 quilos de comida. Se o desperdício de alimento fosse convertido em dinheiro, com o valor gasto com alimentos que vão para o lixo, cada família acumularia quase R$ 1 milhão ao longo da vida;

2. Não escolha os alimentos apenas pela aparência: um exemplo são os legumes. Aqueles que são vendidos com um pouco de terra duram mais e devem ser lavados apenas na hora de usar.

3. Páscoa farta, mas consciente: é importante comprar apenas a quantidade de alimentos e bebidas que realmente será consumida. Dê preferência a produtos regionais, que são mais baratos, pelo baixo custo de transporte.

4. Varie o cardápio e reduza a emissão de gás carbônico: cardápio variado, com frutas, verduras e legumes, além de ser mais saudável, cria mercados e, portanto, incentiva uma produção mais diversificada na agricultura, o que gera mais renda para o homem do campo, melhora a qualidade do solo e reduz as emissões de gás carbônico.

5. Evite excessos no consumo: segundo dados do “Estado do Mundo – 2010”, só os americanos, com 5% da população mundial, abocanham uma fatia de 32% do consumo global. Se todos vivessem como os americanos, o planeta só comportaria uma população de 1,4 bilhão de pessoas. As classes A e B+ brasileiras têm um padrão de consumo semelhante.

6. Leve seu filho às compras: decida com ele quanto gastar, o que comprar e, juntos, discutam os impactos sociais e ambientais que vocês devem levar em conta na escolha do produto e da empresa que o produziu. Com essa atitude, a ida às compras com o filho se tornará uma oportunidade de ensiná-lo que as escolhas têm impacto na saúde, no bolso e na natureza. Aproveite que ele está na fase inicial de compreensão do mundo e, quanto mais cedo, melhor para que ele comece a usar os atos de compra como oportunidades de contribuir para a preservação do meio ambiente e a melhoria da sociedade, tanto para ele próprio, como para os filhos que ele poderá ter.

 

Contato