Em minhas-financas / planos-saude

Radar: comece o pregão sabendo as novidades do cenário corporativo

Employment Report vem melhor que o esperado e reduz perdas externas; resultados de CSN e VisaNet são destaques internos

v class="show-for-large id-0 cm-clear float-left cm-mg-40-r cm-mg-20-b" data-show="desktop" data-widgetid="0" style="">
SÃO PAULO - Se a agenda traz referências relevantes para a sexta-feira (7), como o Relatório de Emprego dos EUA, a esfera corporativa não fica atrás. A começar pelos dados da balança comercial da Petrobras (PETR3, PETR4), que mostrou superávit de US$ 1,45 bilhão no segundo trimestre de 2009, um avanço de quase 600% em relação ao mesmo período em 2008.

VisaNet
Divulgando seu primeiro resultado desde o IPO (Initial Public Offering), a VisaNet (VNET3) reportou um lucro líquido de R$ 364,8 milhões, crescimento de 48% frente ao registrado entre abril e junho de 2008.

A empresa também fica em destaque devido à instauração de um processo administrativo por parte da SDE (Secretaria de Direito Econômico) do Ministério da Justiça, de forma a apurar uma possível conduta anticompetitiva por parte da VisaNet.

A instituição pretende adotar uma medida preventiva para suspender os efeitos da exclusividade da empresa sobre os credenciamentos de cartões da rede Visa. A empresa enviou um comunicado informando que "apresentará sua defesa oportunamente".

Temporada de resultados
Além da VisaNet, a temporada de resultados traz como destaque os números da CSN (CSNA3), cujo lucro líquido somou R$ 335 milhões no segundo trimestre deste ano, recuo de 68% em relação ao mesmo período de 2008.

Varejo
Dentre as varejistas, destaque para a Lojas Americanas (LAME4), que reverteu o prejuízo de R$ 14,1 milhões contabilizado no segundo trimestre de 2008, apontando um lucro líquido de R$ 4,2 milhões entre abril e junho deste ano. Já a B2W (BTOW3) reportou queda de 17% no lucro, que atingiu R$ 13,7 milhões.

Imobiliário
A Cyrela Commercial Properties (CCPR3) obteve lucro líquido de R$ 12,3 milhões no segundo trimestre, com alta de 0,9% sobre os três primeiros meses do ano.

Por sua vez, a Ez Tec (EZTC3) registrou avanço de 32,1% nos ganhos frente ao segundo trimestre do ano passado, enquanto o Iguatemi (IGTA3) apontou alta de 70% na mesma base de comparação.

Industrial
No setor industrial, destaque para a reversão do prejuízo da Metalfrio (FRIO3), que contabilizou um lucro líquido de R$ 20 milhões no trimestre, frente às perdas de R$ 4,6 milhões somadas no mesmo período de 2008.

Por outro lado, a Companhia Providência (PRVI3) e a Iochpe-Maxion (MYPK3) registraram quedas em seus lucros trimestrais na comparação com o mesmo período de 2008, de 19% e 89,5%, respectivamente.

Demais resultados
A Dasa (DASA3) também anunciou os números na noite da última quinta-feira, reportando um lucro líquido de R$ 5,1 milhões no trimestre, número 51,0% menor frente ao apresentando entre abril e junho do ano passado.

Para esta sessão ainda são aguardados os balanços de Light, M. Dias Branco, Marcopolo, Porto Seguro, Sabesp e Tractebel.

Ações
Fora da temporada de resultados, o foco fica com a VCP (VCPA4), que comunicou o encerramento das negociações de suas ações preferenciais, sendo que o último dia de operação desses papéis será a próxima terça-feira (11).

Por fim, vale lembrar também que esta sexta-feira marca o encerramento do período de subscrição da Brasil Ecodiesel (ECOD3), sendo que a homologação do segundo aumento de capital da empresa está prevista para a última semana de agosto.

 

Contato