No Emílio Ribas

Pacientes não vacinados representam 82% dos óbitos por Covid-19 em hospital de São Paulo

Estudo também indica que houve queda de 85% dos óbitos entre junho e dezembro de 2021 por causa do avanço da vacinação no estado

Por  Agência Brasil

Os não vacinados contra a Covid-19 ou com esquema incompleto são 82% das mortes pela doença no Instituto de Infectologia Emílio Ribas, unidade de referência para casos graves da doença em São Paulo.

O levantamento foi feito com dados de pessoas internadas nos últimos três meses. Das 17 mortes, 14 não tinham três doses da vacina.

O estudo também indica que houve queda nas mortes com o avanço da vacinação no estado. Uma redução de 85% dos óbitos por Covid-19 entre junho e dezembro de 2021.

De acordo com o instituto, São Paulo aplicou 17,4 milhões de doses de reforço, e cerca de 10 milhões já podem procurar os postos para tomar mais uma dose da vacina. A aplicação deve ser feita após quatro meses da segunda dose.

O atraso na segunda dose alcança 2,1 milhões de pessoas no estado. Mais da metade dos que só tomaram a primeira aplicação (1,1 milhão) têm entre 12 e 29 anos de idade.

Cadastre-se na IMpulso e receba semanalmente um resumo das notícias que mexem com o seu bolso — de um jeito fácil de entender:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.
Compartilhe