Open Finance: PicPay lança ferramenta de gestão de contas; veja como funciona

Usuário passa a acompanhar pagamentos e recebimentos de várias instituições em app

Giovanna Sutto

PicPay (Divulgação)

Publicidade

O PicPay lançou uma ferramenta de gestão que agrega informações financeiras no âmbito do Open Finance, ecossistema de compartilhamento de dados com consentimento do cliente.

Na prática, o usuário consegue acompanhar todos os pagamentos e recebimentos de várias instituições dentro do app, além de organizar todo dinheiro que entra e sai em categorias, como transportes, compras, educação, saúde, entre outros.

O compartilhamento já está disponível para toda a base de clientes da empresa, dentro do app, na opção ‘Minhas Finanças’ desta esta quinta-feira (20). O usuário só precisa autorizar que o PicPay puxe informações dele de outra instituição. Esse consentimento pode ser revogado a qualquer momento e é válido por 12 meses.

Continua depois da publicidade

O recurso do PicPay funciona como um agregador de contas que permite que em um mesmo local o cliente tenha acesso a várias contas, facilitando a gestão da sua vida financeira. Essa possibilidade de serviço já estava liberada para ser ofertada aos consumidores dede a fase 2 do Open Banking, que entrou em vigor em 13 de agosto de 2021.

A companhia aderiu recentemente a essa fase da estrutura oficial do Open Finance conduzida pelo Banco Central — a instituição não era participante obrigatória, como os grandes bancos, conforme a regulação do BC.

Na prática, a ferramenta do PicPay ainda não abarca serviços de investimentos, câmbio ou previdência, apenas a gestão de dados financeiros com dados de cadastros, conta corrente, gastos e histórico de crédito.

Continua depois da publicidade

Aos poucos, o consumidor vai tendo acesso a mais serviços e produtos relacionados ao Open Finance. O Mercado Pago, o Banco do Brasil e, mais recentemente, o Bradesco também anunciaram produtos nessa direção.

O Mercado Pago e o Banco do Brasil, por exemplo, já oferecem uma opção chamada cash-in, que permite ao cliente disponibilizar dinheiro de outras instituições para a sua respectiva conta em uma das instituições mencionadas. O BB também já tem seu recurso de gestão financeira bem similar a este do PicPay.

No Bradesco, as transações Pix no app do banco podem ser feitas com saldos de outros bancos. Cada empresa está desenvolvendo soluções na direção que acha mais vantajosa.

Continua depois da publicidade

Veja uma foto:

(Divulgação/PicPay)

A novidade marca a integração do Guiabolso, adquirido pelo PicPay no ano passado, e um avanço na direção do mundo Open para o cliente. Antes de ser adquirido, o Guiabolso ganhou espaço oferecendo um produto similar a esse.

O PicPay também oferece um recurso de Open Finance no marketplace de crédito, que já teve mais de um milhão de consentimentos. Para os usuários obterem oferta de crédito dentro do app do PicPay, a instituição pede informações de outra conta bancária. Se o cliente deseja fazer uma cotação ou precisa do crédito, vai aceitar compartilhar seu dados para ver se obtém uma oferta melhor.

Giovanna Sutto

Repórter de Finanças do InfoMoney. Escreve matérias finanças pessoais, meios de pagamentos, carreira e economia. Formada pela Cásper Líbero com pós-graduação pelo Ibmec.